sábado, 29
 de 
janeiro
 de 
2022

Vereadores cobram melhorias do hospital de Piên

Vereadores entregaram um ofício solicitando informações sobre os atendimentos na Santa Casa de Piên

Vereadores de Piên estiveram na última semana visitando o Hospital Santa Casa de Misericórdia Nossa Senhora das Graças de Piên para conversar com a diretoria da entidade referente às demandas levantadas pela população pienense. Entre os pedidos, os vereadores solicitaram informações sobre o tempo de atendimento de consultas médicas e o número de profissionais atuantes.
Os legisladores Seandra Cordeiro, Giomar da Rosa e Altevir Antônio Minikovski estiveram na última semana pessoalmente no hospital e entregaram um ofício, que é assinado por todos os vereadores da casa.
Segundo a vereadora Seandra Cordeiro, a entrega pessoalmente do documento visa aproximar os legisladores da entidade e entender estratégias que têm sido adotadas para a resolução de demandas da população. “Além do ofício, decidimos o entregar pessoalmente. Segundo o hospital, teremos respostas em breve”, disse Seandra, afirmando que os vereadores continuarão acompanhando as demandas da população.
A comunicação da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Curitiba afirmou em nota enviada à reportagem que “No tocante às solicitações de esclarecimentos sobre o atendimento médico no Hospital, importante ressaltar que iniciamos as atividades da Santa Casa de Piên sob a gestão da ISCMC em 01 de outubro de 2021 e que o contrato 104/2021 (referente a inexigibilidade 044/2021) celebrado com o município de Piên, prevê dentre os quantitativos mensais, o atendimento de 1000 consultas de urgência e emergência (Pronto Atendimento), sendo que nos primeiros 30 dias da nova gestão do hospital, foram realizados somente pelo Sistema Único de Saúde 1.232 atendimentos médicos representando um excedente de 23% a mais da meta estabelecida na contratualização com o município”, diz trecho da nota.
A Irmandade afirmou ainda que “Esclarece que o atendimento no Pronto Atendimento ocorre de acordo com a classificação de risco, e não pela ordem de chegada, sendo sempre priorizado os pacientes mais graves”, afirma o conteúdo enviado ao O Regional.
Segundo a Santa Casa, “Desses 1.232 atendimentos realizados no mês de outubro, em média 95% foram classificados como atendimento pouco urgente e não urgentes, importante destacar que a média de tempo dos atendimentos realizados foram de 45 minutos”, afirma a diretoria da entidade.
A Irmandade finaliza dizendo que trabalha para a melhoria no atendimento da população e que redobrou a sua atenção nas ações reguladoras da instituição. Ainda, a Irmandade firma o compromisso pelo respeito, atendimento humanizado e eficiente a todos os que procuram a Santa Casa de Piên.



Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email