sábado, 2
 de 
março
 de 
2024

Rede Elétrica Inteligente da Copel avança para cidades da região

Cidades da região estão recebendo a instalação dos medidores inteligentes da Copel. Foto: Valdenir Daniel Cavalheiro/Copel
Cidades da região estão recebendo a instalação dos medidores inteligentes da Copel. Foto: Valdenir Daniel Cavalheiro/Copel
O Programa Rede Elétrica Inteligente segue avançando com a instalação de medidores inteligentes em municípios da Região Metropolitana de Curitiba, como Araucária e Contenda. As próximas cidades a receberem a nova tecnologia serão Fazenda Rio Grande, Mandirituba, Quitandinha e Piên

A instalação de medidores inteligentes por meio do Programa Rede Elétrica Inteligente da Copel segue avançando nos municípios da Região Metropolitana de Curitiba, como Araucária e Contenda. A nova fase do programa vai substituir 511 mil medidores de energia em 28 municípios da RMC, do Centro-Sul do Paraná e na localidade da Ilha do Mel, no Litoral.

A troca está sendo feita por eletricistas contratados pela Copel para instalar o equipamento digital que se conecta em tempo real ao Centro de Operações da empresa, e a instalação é feita sem custos ao consumidor. Em Contenda, os medidores inteligentes começaram a chegar em dezembro de 2022 e já alcançam 90% do município, com 3,5 mil equipamentos instalados. Os próximos municípios a receberem a nova tecnologia são Fazenda Rio Grande, Mandirituba, Quitandinha e Piên.

O superintendente de Smart Grid e Projetos Especiais da Copel, Julio Omori, explica que com o novo sistema, a leitura de consumo passa a ser remota, o que facilita o controle de toda a rede elétrica, desde a subestação até o consumidor final.  “É a maior iniciativa da Copel na digitalização e modernização das redes de distribuição de energia, com medidores que já estão proporcionando melhorias para o sistema, fazendo com que a qualidade do registro do consumo seja melhor e que a qualidade do atendimento também seja maior”, afirma.

Os medidores inteligentes representam o futuro do setor de energia elétrica, pois são peças-chave para a transformação dos centros urbanos em smart cities, ou cidades inteligentes. Sem nenhum custo para o consumidor, a nova tecnologia vai reduzir o tempo de desligamento provocado por intempéries e outros fatores externos. Isso porque, quando houver quedas de energia, o medidor inteligente avisa imediatamente a Copel.

App – O Rede Elétrica Inteligente permite ao consumidor ter autonomia para monitorar o seu uso de energia por meio do aplicativo da Copel para celular. Ao consultar a função “Rede Elétrica Inteligente” na aba “Serviços” do aplicativo Copel é possível encontrar dados da fatura em andamento, com o registro detalhado de quilowatt-hora (kWh) consumido por dia e também o acumulado mês a mês.  Em outra tela da mesma funcionalidade, é possível consultar gráficos de consumo do mês, comparados com o mesmo mês do ano anterior.

A professora aposentada e moradora de Contenda, Elmari Maria Kleink, considera que o novo serviço vai facilitar o acompanhamento do consumo de energia para ela e para os inquilinos de um barracão comercial que ela aluga. “Tenho um barracão pra alugar e minha casa que fica no andar de baixo. Sempre tenho os locadores que precisam colocar o seu nome na conta de luz, e com esse projeto será mais fácil porque é um projeto inteligente e tudo vai ser bem tranquilo”, afirma.

A conexão remota da rede inteligente também dispensa deslocamentos de equipes, o que na primeira fase do programa evitou a emissão de 50 toneladas de CO2e.

Investimentos – A primeira fase do Programa Rede Elétrica Inteligente começou em 2021 e já instalou mais de 430 mil equipamentos em 73 cidades das regiões Centro-Sul, Sudoeste e Oeste do Paraná, em um investimento de R$ 252 milhões, com benefício direto a 1,5 milhão de paranaenses.

O investimento total da Copel em todas as fases do programa é de R$ 820 milhões.



Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email