quinta-feira, 18
 de 
abril
 de 
2024

Postos de vacinação estarão abertos neste sábado

População pode procurar os postos de vacinação para atualizar a caderneta. Foto: Arquivo/O Regional
Ação tem o objetivo de ampliar a cobertura vacinal da população. Cidades da região também estarão mobilizadas no mutirão

Postos de vacinação estarão abertos com o horário estendido até as 21 horas em todo o Paraná neste sábado para atualização da caderneta de vacinação. A ação inclui todos os imunizantes elencados pelo Programa Nacional de Imunização (PNI) e as campanhas pontuais, como sarampo e gripe.

A mobilização conta com o apoio de prefeituras e do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do Paraná (Cosems), com o principal objetivo ampliar a cobertura vacinal da população. Na região, também haverá mobilização dos municípios e em alguns locais já há atendimento estendido.

A diretora de Vigilância em Saúde de Fazenda Rio Grande, Nelceli Garcia, destaca que a vacinação é fundamental para reduzir a propagação de vírus e prevenir doenças. “Além de evitar as mortes e casos graves de Covid-19, é fundamental que toda a população esteja vacinada pois enquanto houver pessoas não vacinadas, é grande o risco do vírus se propagar e de surgirem novas variantes.

O acesso à vacina é um direito de todas e todos e corresponde a um recurso indispensável ao adequado enfrentamento da pandemia de Covid-19. Além das vacinas contra a Covid e contra a gripe, as demais vacinas do calendário também são necessárias. A imunização é uma das principais formas de prevenir doenças. Por meio dela, o corpo fica protegido de vírus e bactérias que afetam seriamente o ser humano, podendo levar à morte ou deixar sequelas permanentes, como é o caso da paralisia infantil, que não vemos casos nos dias de hoje graças à vacinação”, aponta.

Dados do Ministério da Saúde apontam que mais de 26 milhões de doses contra a Covid-19 já foram aplicadas no Paraná. A cobertura vacinal contra a gripe, cuja meta é de 90%, atingiu somente 70% neste ano até o momento, e ela está disponível para a população em geral acima de seis meses de idade, enquanto o sarampo, que tem meta de 95%, também ficou abaixo do esperado, com 46,16% de cobertura vacinal nas crianças menores de cinco anos.

Outras vacinas de rotina indicadas pelo Ministério da Saúde com baixa cobertura são BCG (77,23%), Febre Amarela (71,38%), Hepatite A (77,39%), Hepatite B (57,18), Meningocócica (78,77%), Pentavalente (78,23%), Pneumocócica (80,46%), Poliomielite (77,19%), Rotavírus (78,41%), Tríplice Viral (82,45%) e HPV em meninas (62,51%) e meninos (46,10%).[

Salas de vacina. Arte: O Regional



Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email