sábado, 21
 de 
maio
 de 
2022

Maçã: fruticultura vem ganhando espaço na região

Rudimar destaca que a produção deste ano tem sido bastante positiva. Foto: Arquivo/O RegionalA agricultura tem uma parcela significativa na economia de toda a região, sendo ela a responsável pelo sustento de milhares de famílias. Nos últimos anos, a diversificação da produção vem se tornando cada vez mais necessária e novas culturas vêm ganhando espaço, como a maçã.

Em Campo do Tenente, o cultivo da maçã vem se mostrando uma alternativa rentável e está sendo adaptada em diversas propriedades, como é o caso da localidade de Rio da Várzea, onde está situada a sede da empresa Bortolon Agro Industrial, a maior empresa produtora de maçã do estado do Paraná. Hoje, a empresa conta com 191 hectares de área de plantio com previsão de ampliar mais 60 hectares nos próximos anos. Com todo este espaço, a empresa comercializa apenas nesta época de safra – dezembro a fevereiro – 4.500 toneladas de maçã, outra boa parte fica estocada em seis câmaras frias com capacidade para 1,8 milhão de toneladas. Apenas emestrutura física, são 5,4 mil metros quadrados.

Bortolon conta com 431 funcionários para preparar toda a produção. Foto: Arquivo/O Regional

O gerente administrativo Rudimar Selzlein conta que para chegar a este resultado a empresa contratou para este período 431 funcionários, que são divididos em três turnos. “Todo trabalho, desde o plantio, classificação, embalagem, até o carregamento, são feitos pela empresa. Do número total de funcionários, 61 são efetivos”, conta Rudimar. Ainda segundo o gerente, no ano passado o lucro foi pequeno por conta do granizo, já este ano, o único fator negativo foi o inverno mais longo. “Com isso, a floração e a maduração atrasaram um pouco. Porém, os resultados serão bastante positivos. Devemos ter um acréscimo de 40% na produção”, comentou.

Hoje, a empresa carrega em média 10 caminhões por dia, destinados a mais de 90 clientes. O principal comércio ainda é São Paulo e Rio de Janeiro. As frutas são divididas em três qualidades, sendo elas eva, gala e fuji. “A gala ainda é a mais vendida, seguida pela eva e depois pela maçã fuji. A maçã gala custa hoje R$ 2,40 o quilo”, concluiu Rudimar.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email