terça-feira, 26
 de 
outubro
 de 
2021

Vereadores de Quitandinha visitam empresas fumageiras

Representantes da empresa Souza Cruz apresentaram os métodos da compra da produção. Foto: DivulgaçãoUma comitiva quitandinhense formada pelos vereadores Marquinhos da Acarpa, Zé Ribeiro, Amir Lemos e João Purungo esteve visitando na última semana as empresas fumageiras Souza Cruz e Universal Leaf Tabacos, ambas instaladas no município de Rio Negro. O objetivo do encontro foi estreitar o contato e buscar meios de fomentar a atividade agrícola no município.

Na visita a Souza Cruz, os legisladores conheceram as instalações da empresa que conta com 139 fumicultores de Quitandinha cadastrados, os quais geram renda de cerca de R$ 10 milhões por ano. Em seguida, a comitiva se deslocou a Universal Leaf Tabacos, que dispõe de 270 produtores quitandinhenses em seu quadro, gerando à cidade uma receita superior a R$ 11 milhões por ano.

Na ocasião, os empreendimentos apresentaram a tecnologia adotada e todo o processo de fabricação dos cigarros, destacando que as maiores dificuldades estão no contrabando de mercadorias e na falta de fiscalização.

Vereadores debateram com a Universal Leaf Tabacos meios para fomentar atividade. Foto: Divulgação

O presidente da câmara de vereadores, Marquinhos da Acarpa, ressaltou a importância de estreitar o contato com as empresas que garantem renda aos agricultores. “A fumicultura gera o sustento para milhares de famílias da região. Nosso intuito é colaborar para que os resultados sejam melhores, aproveitando esta oportunidade para sanar dúvidas e se colocar à disposição”, relatou o legislador. Neste ano, segundo dados repassados pelas empresas, as condições climáticas trouxeram um prejuízo na qualidade do produto e o preço médio da produção está sendo comercializado a R$ 9,88 o quilo. “Paralelamente, muitos tiveram perdas com as quedas constantes de energia elétrica, o que julgamos inadmissível perante a repetição dos fatos e a falta de medidas eficazes. O agricultor precisa ser mais valorizado, afinal, a agricultura é a nossa maior indústria e fonte de renda e emprego”, finalizou Marquinhos.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email