terça-feira, 26
 de 
outubro
 de 
2021

Tijucas captura mosquito que transmite a dengue

Aedes albopictus tem semelhança com o pernilongo, tendo as pernas mais longas e listradas em branco e preto. Foto: Divulgação/SAÚDE é VitalAs altas temperaturas desta época do ano, somadas as chuvas e ao acúmulo de água parada, têm feito com que os casos de dengue voltem a preocupar em todo o pais e também na região. Nesta semana, a equipe da Vigilância em Saúde de Tijucas do Sul confirmou a captura de larvas e do mosquito Aedes albopictus, no bairro Bosque da Saúde.

Este inseto, que também transmite dengue, é da família do já conhecido Aedes aegypti. “O albopictus é encontrado mais em cidades de periferias, que têm quadros urbanos e rurais próximos. É um mosquito que tem característica de mata”, detalha a coordenadora da Vigilância em Saúde de Tijucas do Sul, Helen Aline Melo. A captura do inseto aconteceu através de uma moradora do Bosque Saúde, que imediatamente levou para análise da vigilância. “A equipe fez a identificação e se deslocou até a residência da pessoa envolvida, onde foram coletadas mais seis larvas dentro de um pneu. Em seguida, foi enviado todo material ao laboratório que confirmou ser o mosquito que transmite dengue”, conta Helen.

Com a confirmação da presença do Aedes albopitus, a equipe da vigilância iniciou os trabalhos de combate a novos focos. “Estamos indo de casa em casa no Bosque da Saúde, realizando fiscalização e orientando os moradores. É fundamental que os lixos não sejam jogados na rua, já tivemos casos no Brasil em que foram encontrados focos do mosquito em sacolas plásticas e tampas de refrigerante”, relata Helen, repassando algumas orientações. “O Aedes é um mosquito semelhante ao pernilongo, no entanto, com pernas maiores e, no caso do albopictus, elas são listradas. Ao ver algo semelhante, o aconselhado é fazer a captura e encaminhar para a vigilância tomar as providências”, comenta.

Os sintomas mais comuns da dengue são febre alta, dor atrás dos olhos, mal-estar e dores nas juntas. “Os indícios da doença aparecem de 3 até 15 dias após a picada. Todo cuidado é necessário, neste ano, já tivemos um registro confirmado de dengue em São José dos Pinhais, onde o paciente foi contaminado no próprio município”, alertou Helen.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email