domingo, 20
 de 
junho
 de 
2021

Universidades federais ‘disputam’ pienense aprovada no vestibular

Sarah foi homenageada em redes sociais pelos familiares e amigos após a aprovação nos vestibulares. Foto: Divulgação

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Emoção, expectativa e a realização de um sonho. Estes são alguns atributos que definem o sentimento de jovens que conquistaram aprovação em universidades e que darão início à vida acadêmica. Na região, após o longo período de muito estudo e dedicação, dezenas de estudantes enfrentarão agora os desafios da jornada que levará ao diploma de graduação.

Nesta semana, um caso um tanto quanto divertido envolvendo uma estudante de Piên, aprovada em agronomia na Universidade Federal do Paraná (UFPR) e em engenharia civil de infraestrutura na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), agitou a cidade e se tornou um dos assuntos mais comentados no Twitter. Após fazer um tweet perguntando sobre qual instituição de ensino escolher, a jovem Sarah Letki, de 18 anos, acabou ‘disputada’ pelas duas universidades. Nos tweets, de um lado a UFPR apostou na opção do cardápio do restaurante universitário com estrogonofe com batata chips para tentar conquistar Sarah, e do outro, a UFSC utilizou a estratégia de animais ‘fofinhos’ para atrair a estudante para a instituição catarinense.

Sarah, que estudou boa parte do ensino fundamental em escolas do município, conta que a disputa saudável rendeu boas risadas e que as propostas tiveram uma certa influência em sua decisão. “Não imaginava que seria tão grande [a repercussão], pois postei no dia 15 e até então só alguns amigos haviam curtido, mas não havia nada de especial, foi quando acordei na segunda-feira e vi que as federais haviam respondido e aquilo bombou. Ao final, optei por estudar agronomia, na UFPR”, conta a jovem, relatando que a preparação para conseguir a aprovação foi intensa. “Foi bem difícil, pois me dediquei totalmente ao vestibular e tive que me privar de muitas coisas. A principal dificuldade foi encontrar o foco e colocar na cabeça que a recompensa vem, além de ter que lidar bastante com a ansiedade”, pontua.

Os pais da jovem, Jair e Angela Cristina Letki, também compartilharam o orgulho pela conquista da filha. “É emoção que não tem fim. Foi muito esforço, persistência e horas de estudo. Agora é manter a mesma entrega, dedicação na faculdade e continuar a lutar. A família está muito orgulhosa! Que seja apenas o começo de um longo caminho de sucesso”, finalizam.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email