sexta-feira, 22
 de 
outubro
 de 
2021

SindiTabaco afirma que resolução da Anvisa afetará toda a cadeia produtiva

Lavoura de Tabaco/Foto:DivulgaçãoO Sindicato Interestadual da Indústria do Tabaco – SindiTabaco lamenta os impactos negativos que a resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa trará ao setor de fumo. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União na última sexta-feira. Mesmo com a manutenção da reposição do açúcar, a proibição indiscriminada de outros ingredientes inviabilizará a fabricação de 99% dos cigarros brasileiros, além de afetar a identidade das marcas e a opção do consumidor pela escolha do produto de sua preferência no mercado legal.

Segundo o sindicato, os impactos devem abranger toda a cadeia produtiva: a desaceleração da produção no meio rural, redução de empregos na indústria e a diminuição de vendas no varejo legal. O principal temor da indústria é com relação ao aumento do mercado ilegal – que continuará abastecendo o mercado brasileiro com produtos sem regulação sanitária, registro em órgãos de fiscalização ou recolhimento de impostos.

O SindiTabaco lamenta que a Diretoria Colegiada não tenha levado em consideração a importância econômica e social da região produtora e as centenas de milhares de manifestações contrárias à proposta da resolução. A entidade aponta neste processo a necessidade de uma discussão mais aprofundada por meio da criação de uma Câmara Técnica Multidisciplinar, a exemplo do que já acontece em outros países que regulam matéria semelhante. O sindicato está avaliando junto às empresas quais as medidas a serem tomadas no intuito de defender os direitos das associadas e evitar os prejuízos que venham a ser causados por esta resolução.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email