quinta-feira, 17
 de 
junho
 de 
2021

Saúde orienta para a vacina da febre amarela

Profissionais da Saúde estão trabalhando na imunização da população contra a doença. Foto: DivulgaçãoAs Secretarias de Saúde de todo o país estão em alerta e intensificando as campanhas de vacinação contra a febre amarela. Segundo números do Ministério da Saúde, desde julho do ano passado, foram contabilizados 327 casos suspeitos, estando ainda 80 sobre investigação e um confirmado, o qual resultou na morte do paciente que residia no estado do Pará.

Nas regiões Sul e Sudeste, a preocupação se dá pelo baixo número de pessoas vacinadas e também pelo fato de que foram contabilizadas as mortes de 38 macacos contaminados pelo vírus nos estados do Paraná, São Paulo e Santa Catarina. Na região, foi encontrado um bugio morto em Mandirituba, ocorrência esta que está sob investigação.

Em decorrência destes fatores, a campanha de vacinação está sendo ampliada, sendo a imunização a medida mais importante para prevenção e controle da doença. O público-alvo para vacinação são pessoas a partir de nove meses de vida.

A febre amarela causa sintomas como dor de cabeça, febre baixa, fraqueza e vômitos, dores musculares e nas articulações. Em sua fase mais grave, pode causar inflamação no fígado e nos rins, sangramentos na pele e levar à morte.

A Vigilância Sanitária de Mandirituba alerta a população que, caso presencie algum macaco doente ou morto, é recomendado que o departamento seja imediatamente acionado por meio do telefone (41) 3626 2086.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email