sexta-feira, 25
 de 
junho
 de 
2021

Região apresenta oscilação nas notas do Ideb 2019 e desempenho é estável

Ideb avaliou o ensino da 4ª série e 5º ano de Quitandinha com a segunda melhor nota entre os municípios da região. Foto: Arquivo/O RegionalQualificar o ensino é essencial para que as próximas gerações tenham mais oportunidades e conhecimento. Este trabalho é um grande desafio em todo o país, que vem buscando otimizar este serviço continuamente. Para acompanhar este desenvolvimento, foi implantado o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), que avalia o desempenho e traça metas para todas as instituições de ensino, das redes privada e pública.

Este estudo é dividido em três faixas, englobando o ensino fundamental e o médio. A análise do Ideb é divulgada a cada dois anos e os estados e municípios devem atingir as notas projetadas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Nesta semana, foram publicados os resultados do Ideb 2019. Nos dez municípios da região, o desempenho teve altos e baixos. Na faixa que avalia a performance dos alunos da 4ª série e 5º ano, sete cidades atingiram ou superaram a meta. Já na análise da 8ª série e 9º ano, apenas Campo do Tenente chegou no índice esperado. E na 3ª série do ensino médio, todos os municípios alcançaram as notas almejadas. Confira os números detalhados na tabela abaixo.

Com a nota 7.2 na 4ª série e 5º ano, Quitandinha obteve o segundo melhor resultado da região. “Todo este desempenho é resultado de um grande planejamento e do trabalho contínuo. A reforma e a manutenção correta das escolas, materiais didáticos de qualidade e a capacitação dos professores e pedagogos. Nestas três frentes, estamos cuidando do ambiente escolar, garantindo estrutura de ensino e auxiliando os profissionais para que os alunos tenham a melhor aprendizagem possível”, destaca a secretária municipal de Educação, Sônia Maria Rauth.

Desempenho do Estado – O Paraná teve um grande salto na nota do Ideb, passando de sétimo para quarto colocado. Na última avaliação, o Estado tinha 3.7 e agora passou para 4.4, sendo esta a maior evolução desde 2005. “Há anos a Educação do Estado vinha andando de lado. Agora o Ideb mostra que a qualidade do ensino melhorou. Isto só foi possível graças a um esforço conjunto, a aplicação de novas tecnologias e principalmente pelo grande trabalho dos profissionais da nossa rede” afirma o governador Carlos Massa Ratinho Junior.

Ideb. Arte: O Regional

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email