segunda-feira, 8
 de 
agosto
 de 
2022

Professores assumem cada vez mais desafios

Claudiana reitera a responsabilidade que a função exige/Foto:O RegionalÉ quase uma opinião unânime de todas as pessoas que buscam uma sociedade mais justa e que proporcione progresso aos seus cidadãos de que o professor merece ser valorizado e incentivado. Tanto é assim, que a maioria dos países do mundo tem um dia exclusivo para homenagear esse profissional tão importante. No Brasil, esse dia foi comemorado na última quarta-feira, 15 de outubro.
Houve um tempo em que professor era alguém que transmitia um conhecimento através de aulas, com um conhecimento preconcebido através do próprio estudo. Isso não deixou de ocorrer, mas a importância do professor para a sociedade como um todo aumentou muito. Mais do que instrutores, são formadores de pessoas. Com seu tempo e dedicação, ajudam a formar as pessoas de amanhã, não só no sentido de conhecimento, mas no aspecto de cultura, educação e caráter.
Uma profissional que se dedica a essa nobre profissão é a professora Claudiana Lang da Silva, de Piên. Claudiana conta que sempre gostou de trabalhar com pessoas, mas não imaginava que seria professora algum dia e, após decidir-se pela carreira, acabou se formando em duas áreas, pedagogia e filosofia. “O maior desafio para nós é entender o que a sociedade espera dos alunos, e prepará-los para isso”, conta ela. Ela mencionou que a indisciplina ainda é um problema e que são poucos os pais que acompanham o comportamento dos filhos na escola. Comentou que a sua maior alegria no trabalho é poder ver um aluno formado e se encaminhando para um futuro certo. “Os professores estão dando o melhor de si, mas parece que a sociedade já não reconhece isso, pelo menos não como era antes”, destaca Claudiana.
Na Lapa, a professora Valdenice dos Santos acha que o maior desafio é produzir a educação básica, aquela que deveria vir de casa. Com seis anos na função, ela conta que também tinha medo de como passar os conteúdos e gerar o aprendizado necessário. “Hoje o medo foi superado. Sonho apenas em ver estes pequenos formados lá na frente”, descreveu.
A questão salarial tem sido uma luta constante dos professores através dos anos. Hoje, devido a Lei Nacional do Piso do Magistério, os estados e prefeituras são obrigados a pagar conforme o piso nacional, que hoje é de R$1.697,00.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email