sábado, 2
 de 
março
 de 
2024

Professoras de Rio Negro recebem premiação em São Paulo

Professoras da rede municipal de Rio Negro receberam premiação em São Paulo. Foto: Assessoria de Imprensa/Prefeitura de Rio Negro
Professoras da rede municipal de Rio Negro receberam premiação em São Paulo. Foto: Assessoria de Imprensa/Prefeitura de Rio Negro
Docentes desenvolveram projetos em sala de aula e receberam o Prêmio Klabin Semeando Educação Boas Práticas

A cidade de Rio Negro foi representada em um evento realizado em São Paulo, no último fim de semana. As professoras da rede municipal de ensino, Josemari Fuckner e Ivana Martins Ribas, receberam o Prêmio Klabin Semeando Educação Boas Práticas 2022.

O evento que reuniu profissionais de diversos locais do Brasil para premiar projetos desenvolvidos no ano passado no universo das boas práticas pedagógicas, buscando valorizar e divulgar experiências educativas inclusivas, equitativas e de qualidade, conforme o Objetivo do Desenvolvimento Sustentável (ODS) 4 – Educação de Qualidade.

A professora Josemari, que atua na Escola Municipal Celso Catalan, desenvolveu o projeto ‘Modelagem matemática como estratégia de ensino-aprendizagem’, que evidenciou diversas estratégias de estudo realizadas por alunos em busca da construção de um ginásio de esportes para a escola, com os alunos apreendendo operações matemáticas, análise de gráficos e tabelas, sistema monetário, área, perímetro, medidas de comprimento, probabilidade, localização de espaços, pesquisa, conexões e escalas, medidas de tempo, situações problemas, geometria plana e espacial.

Na atividade, foram estudados todo o processo de construção civil, pesquisas, medição do espaço, levantamento dos materiais necessários, custo dos materiais de construção, custo da mão de obra, pesquisa no setor de obras do município, desenho da planta, entrevista com pedreiros, visitas em lojas de materiais de construção, visitas em obras residenciais, acompanhamento do processo de construção de uma casa, visitas em indústrias, conversa com engenheiro, análise dos custos com a obra, levantamento de hipótese e etc.

Josemari cita a dinâmica dos trabalhos desenvolvidos. “Essa possibilidade de participar de atividades nas quais os estudantes manipulem, explorem, interajam com materiais concretos, ao contrário de somente se dedicar a aulas expositivas e leituras de textos é essencial para o desenvolvimento e para o aprendizado das crianças”, comenta.

Já a professora Ivana, que produziu o projeto na Escola Municipal José de Lima, desenvolveu a temática ‘Sustentabilidade X Educação: Preservar é nossa missão’, com o intuito de reduzir o impacto socioambiental bem como as preocupações dos alunos e da comunidade no meio ambiente.  Os estudantes foram apresentados a temas correspondentes à sustentabilidade e proteção ambiental, a alta incidência de poluição relacionada à água e solo ao entorno da escola e medidas de restauração e historicidade, seguindo com pesquisas e estudo do meio ambiente. Ao longo das etapas, receberam mudas de árvores e foram instigados a serem protagonistas, levando o que aprenderam para suas casas e comunidade, além de aplicar as práticas sustentáveis em suas vidas.

Para a professora Ivana, a iniciativa traz uma importante conscientização ambiental. “Juntos somos mais fortes para mantermos o nosso ambiente com menos impacto”, avalia.

A premiação do concurso contemplou todo o transporte, passagens aéreas, alimentação, hospedagem, participação no evento, entrada em passeios, museu e apresentações musicais para o premiado e para um acompanhante. Na oportunidade, as professoras e seus acompanhantes conheceram também a Seleção Brasileira de Basquetebol.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email