terça-feira, 22
 de 
junho
 de 
2021

Politicando 15/01/2021

O presidente da Comec, Gilson Santos. Foto: DivulgaçãoRegião Metropolitana

O presidente da Comec – Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba, do Governo do Estado, Gilson Santos, destacou nesta semana que a autarquia iniciou o ano com importantes lançamentos na área de infraestrutura viária para a RMC. Segundo ele, projetos importantes estão sendo contratados a pedido do governador Ratinho Junior, um deles é a duplicação da PR 423, que liga Araucária a Campo Largo. A licitação foi aberta nesta semana.

Lapa

O prefeito da Lapa, Diego Ribas (PSD), cumpriu agenda em Curitiba nesta semana. Um dos encontros foi na Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano (Sedu) com o secretário João Carlos Ortega, e o outro com o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto. Um dos desafios da gestão da Lapa é reorganizar e ampliar o atendimento no hospital regional São Sebastião.

Piên

Quem vive situação semelhante na área da saúde é o município de Piên. Com um hospital construído que para muitos ficou maior do que a realidade local, a prefeitura tem dificuldade financeira para sua manutenção. Inclusive, nenhum dos últimos 4 prefeitos que passaram pela gestão do município, conseguiu colocar o hospital em pleno funcionamento. O prefeito Maicon Grosskopf (Rep) já busca alternativas para o problema.

Agudos do Sul I

Após nova eleição para a presidência da câmara de vereadores de Agudos, o vereador Jessé Zollner (PP) foi eleito para a função e consequentemente passou a assumir o cargo de prefeito interinamente. É dado como certo que a Justiça Eleitoral vai definir nova eleição no município, porém, não há nenhuma expectativa de data. Situação que certamente gera prejuízo administrativo para a cidade, além da insegurança para a montagem de uma equipe de secretários e diretores.

Agudos do Sul II

O vereador Moises Kerscher de Oliveira, o Monsa (Pros), que é um dos novos nomes na câmara de Agudos do Sul criticou nesta semana a briga política ocorrida nos últimos dias no município, declarando que o maior perdedor com isso é a população. Por outro lado, Monsa disse que já nestes primeiros dias fez encaminhamento de pedidos em prol do município nas esferas estadual e federal.

Mandirituba

A composição da câmara de vereadores de Mandirituba ainda é uma incógnita em se tratando de maioria situação ou oposição ao poder executivo. Essa clareza só será confirmada à medida que as matérias da prefeitura forem tramitadas e votadas no legislativo municipal. A mesa diretora da casa, presidida pelo vereador Guilherme Palu Gelatti (Rep) ficou uma mescla de prós e contras.

Lixões

A Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo (Sedest) irá disponibilizar até R$ 50 milhões por ano para os municípios implantarem e/ou melhorarem unidades de tratamento e disposição final de Resíduos Sólidos Urbanos (RSUs). Para receber o recurso, os municípios deverão enviar propostas de acordo com o estabelecido no edital do projeto “Compra de Resultados”, que será lançado em breve. O “Compra de Resultados” é uma inciativa inédita no Brasil que busca apoiar o encerramento dos lixões ainda existentes.

Correção

Na edição da última sexta-feira, cometemos um equívoco na matéria sobre os primeiros dias de governo do prefeito Maicon Grosskopf. Onde fala dos valores empenhados para obras e demais investimentos, foi publicado de forma errônea o montante de R$ 1,5 milhão para o galpão para abrigo de máquinas, quando o correto é R$ 500 mil. Fica registrada a devida correção.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email