terça-feira, 28
 de 
setembro
 de 
2021

Lições ambientais de 2020 – I

Chegando ao fim de um dos anos mais atípicos da história da humanidade devemos fazer uma análise de tudo o que passamos em 2020. Cada vez mais temos a convicção de que não há mais como separar o tema ambiental, saúde, economia e social. Todos eles interagem entre si e com consequências cruciais para toda a humanidade.

Já no começo do ano vimos com muita preocupação os incêndios na Austrália. Segundo a Organização Não Governamental World Wide Fund for Nature (WWF), até julho deste ano as chamas atingiram 143 milhões de mamíferos, 2,46 bilhões de répteis, 180 milhões de pássaros e 51 milhões de batráquios. Quase 3 bilhões de animais ficaram desalojados. Estes incêndios ocorrem anualmente na Austrália no fim do inverno, mas os que ocorreram entre fim de 2019 e início de 2020 foram maiores que a média. Estima-se que foram queimados 115 mil quilômetros quadrados de matas e florestas, matando 30 pessoas e destruindo milhares de casas (Deutsche Welle). Além do prejuízo material, a saúde das pessoas foi afetada e cientistas atribuem o fato às Mudanças Climáticas, ainda contestadas por negacionistas da ciência.

Também descoberto no final de 2019, temos ainda o SarsCov2, vírus responsável pela Covid19. Mais uma prova de que a nossa “má relação” com o meio ambiente pode causar impactos significativos no bem-estar de todos no planeta. No início de dezembro chegamos mundialmente ao número de 63.995.700 de casos, com 41.157.257 recuperados e 1.483.227 de mortes. No Brasil temos 6.388.526 casos com 5.656.498 de recuperados e 173.862 mortes. O mais preocupante é que os métodos não farmacológicos de prevenção (uso de máscara, álcool gel e distanciamento social) mesmo sendo de simples adoção ainda não recebem a atenção devida de boa parte da população. Com isso sempre o temor pelo colapso das estruturas de atendimento à saúde acompanhou o nosso dia a dia.

Por: Raphael Rolim de Moura – Biólogo, Especialista em Gestão e Planejamento Ambiental, Mestre em Meio Ambiente e Desenvolvimento. Professor universitário e atualmente ocupa Diretoria na Comec

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email