quinta-feira, 27
 de 
janeiro
 de 
2022

Politicando 14/01/2022

João Carlos Ortega. Foto: Sedu

Governo I

O governador Ratinho Junior (PSD) confirmou as primeiras mudanças no primeiro escalão. Guto Silva (PSD), até então chefe da Casa Civil deixa o cargo e volta para a Assembléia Legislativa. Quem assume a Casa Civil e João Carlos Ortega (PSD) (foto), que estava na Secretaria de Desenvolvimento Urbano – Sedu. E quem assume a Sedu é o ex-prefeito de Pato Branco, Augustinho Zuchi (Podemos). Outra mudança é na chefia de gabinete do governador; sai Daniel Villas Boas e entra o ex-prefeito de Perola, Darlan Scalco (PSD).

Governo II

Com o período eleitoral e de descompatibilização em curso, outras mudanças devem acontecer nas próximas semanas. Muitos secretários de Estado que vão disputar a eleição terão que deixar suas pastas. Maioria reassume seus cargos na Assembléia Legislativa ou Câmara Federal. Entre eles estão Sandro Alex (PSD), Marcio Nunes (PSD), Beto Preto (PSD), Marcel Michelleto (PL) e Ney Leprevost (PSD). Ainda não há nenhuma definição sobre seus substitutos.

Prefeituras

O primeiro ano de mandato dos atuais prefeitos já foi encerrado e junto com ele o período de lua de mel existente com a população. A partir de agora as cobranças passam a ser mais incisivas, especialmente sobre as promessas que foram feitas no período da campanha eleitoral. E neste ano, os prefeitos também terão a preocupação de cuidar dos votos para seus respectivos candidatos a deputado.

O prefeito da Lapa, Diego Ribas. Foto: Arquivo/O Regional

Lapa

O prefeito da Lapa, Diego Ribas (PSD), fez importantes enfrentamentos durante todo o ano de 2019 no âmbito político local, inclusive se distanciando de parte dos grupos políticos tradicionais da cidade. Por outro lado, contou com importante apoio do Governo do Estado para colocar em prática ações decisivas no início da gestão, principalmente na área da saúde. Mas já se comenta na cidade que ele vai precisar reforçar o time político, já que o embate será ainda maior.

Agudos do Sul

Ainda indefinida a questão eleitoral em Agudos do Sul, onde há expectativa de eleição suplementar. Enquanto isso, o prefeito interino Jessé Zoellner (PP) vem buscando ampliar investimentos e já anunciou neste início do ano melhorias na área de saúde. Outro trabalho que tem ganhado bastante atenção no município é de recuperação das condições das estradas rurais.

Saúde

A principal preocupação dos prefeitos da região neste início de ano é na área de saúde. Já está comprovado o aumento considerável de casos de Covid e também da gripe. Há, inclusive, situação de coinfecção por Covid-19 e influenza ao mesmo tempo. Esse fenômeno de contaminação por Covid-19 e gripe simultaneamente em uma mesma pessoa vem sendo chamado de “flurona”, junção das palavras “flu” (gripe, em inglês) e “coronavírus”.

Aulas

Outro desafio para as prefeituras será a volta às aulas, especialmente de forma presencial. Há necessidade de amplo monitoramento em relação aos casos de Covid e gripe. Paralelo a isso, as prefeituras deverão ser ágeis na condução do processo de vacinação contra Covid para as crianças. As primeiras doses dessa vacina chegaram ontem ao Paraná e agora começam a ser distribuídas aos municípios.

Salários

O Ministério Público do Paraná abriu o olho para as prefeituras que estão promovendo reajuste salarial neste período de crise. Na Fazenda Rio Grande, por exemplo, reunião relâmpago na câmara de vereadores definiu nova proposta salarial para agentes políticos. Em Curitiba, um grupo de vereadores se posicionou a favor do reajuste para os servidores mas contrários ao aumento para prefeito, vice, secretários e os próprios legisladores.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email