sexta-feira, 1
 de 
julho
 de 
2022

Politicando 09/10/2015

Contas
A desaprovação das contas da presidente Dilma Rousseff (PT) pelo Tribunal de Contas da União (TCU) foi o principal assunto no meio político nesta semana. Por unanimidade, as contas de 2014 do governo federal foram rejeitadas. O fato poderá ter consequências em vários estados brasileiros, impulsionando uma postura mais rígida dos órgãos de fiscalização em relação às contas de governadores e prefeitos.
Agudos do Sul I
Um comentário do vereador Márcio Jandrey (PSD), durante reunião da câmara de Agudos do Sul, causou polêmica na cidade. Ao debaterem sobre a locação de espaço da igreja matriz para atender alunos da rede municipal de ensino, ele comentou que deveria tomar cuidado porque o presidente da comissão da igreja é pré-candidato a prefeito no município e o recurso público poderia ter outra finalidade.
Tijucas do Sul
A mesa diretora da câmara de vereadores de Tijucas do Sul estuda devolver para o poder executivo o valor de 350 mil reais mantido num fundo especial criado pelos legisladores. Para isso, será necessário revogar o decreto que cria o fundo. O recurso é considerado imprescindível pelo executivo para sanar pendências financeiras e fechar o ano contábil em ordem.
Quitandinha
Durante a última semana a curiosidade em Quitandinha era se o ex-prefeito Neco Prado (PDT) havia mantido seu domicílio eleitoral no município ou transferido para a capital. Embora vivencie atualmente um novo projeto profissional, Neco é considerado o principal nome da política quitandinhense e uma eventual candidatura muda totalmente o quadro eleitoral na cidade.
Mandirituba
Um grupo de empresários de Mandirituba avalia a realização periódica de encontros para falar sobre o futuro da cidade e encontrar um nome “fora” dos grupos tradicionais para concorrer à prefeitura do município no próximo ano. O primeiro passo é saber da disposição de pessoas que possuem influência na geração de emprego e renda e que almejam boas perspectivas para o futuro do município.
Piên I
O volume de obras que vai alcançar nos seus dois mandatos é o grande triunfo do prefeito Gilberto Dranka (PSD), de Piên, para a disputa da eleição municipal em 2016. Numa avaliação com a equipe de comunicação da prefeitura o registro de que praticamente todas as comunidades e bairros foram contemplados com novas obras ou ampliações e reformas de equipamentos já existentes. Segundo eles, é o maior volume de investimento concretizado neste espaço de tempo.
Piên II
O grupo de oposição em Piên deve reeditar na eleição do próximo ano a proposta na área de saúde que envolve diretamente o médico e ex-prefeito Francisco Marques (PSC). A ideia é repassar à população a informação de que uma eventual mudança no comando do município resultará no retorno imediato do médico ao hospital de Piên. O próprio Francisco Marques nunca escondeu o desejo de assumir a direção do hospital da cidade.
Prefeito de Campo do Tenente, Jorginho Quege (PMDB)/Foto: Arquivo / O RegionalCampo do Tenente
O prefeito de Campo do Tenente, Jorginho Quege (PMDB), prefere não alimentar suposições sobre a eleição de 2016 e reage com tranquilidade ao fato de existir dentro do próprio grupo alguns interessados em disputar a vaga de chefe de poder executivo. Segundo ele, esse debate deve ficar para o ano que vem e há muitas variantes até que se defina quem reúne condição de enfrentar uma campanha eleitoral.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email