sábado, 28
 de 
maio
 de 
2022

Placas de aquecimento solar contribuem para economia de energia

Equipamentos são instalados em local estratégico. Aquecimento da água acontece até em dias que não há sol/Foto: O RegionalA família de Ronaldo e Karina Marcon pesquisou bastante e descobriu uma saída para economizar energia em uma época de crise nacional e de aumento elevado nas tarifas de energia da Copel: o aquecimento de água com a instalação de placas de aquecimento solar. Este mecanismo apresenta dupla função, aquecer a água para todas as necessidades da casa e gerar economia ao fim do mês.
É claro que para dar este salto, a família teve que investir neste novo sistema R$ 20.000,00, incluindo os equipamentos e a instalação feita por profissional habilitado. Outro adicional foi o aquecimento a gás, que é acionado caso um dia não aconteça o aquecimento solar. A energia elétrica desta forma ficaria como terceira opção.
O novo sistema exige a instalação de duas tubulações, onde uma mantém a água fria e a outra aquecida pela energia solar. “A água aquecida serve para lavar louça, tomar banho e inclusive para lavar roupas”, destacou Karina.
A família pienense, que consome por mês em média 300kwa, ainda não sabe o valor exato que terá de economia, haja visto, que este será o primeiro mês que poderá calcular o consumo médio por ter acabado de se mudar à nova residência. “Tenho acompanhado o consumo diário, devemos ter uma economia de 30% ao final do mês”, descreve Ronaldo.
Karina agora tem água aquecida com energia solar para lavar roupa/Foto: O RegionalJá o técnico hidráulico Mario Corcoruto relata que a economia correta consegue ser calculada anualmente quando atende as quatro estações do ano. “Pesquisas desenvolvidas na região apontam uma economia de 70 a 80% no ano”, explicou. O mesmo estudo mostra que o investimento auto se paga num período de 3 anos.
Para instalação deste sistema, a forma mais correta é pensá-la antes de iniciar a construção do imóvel, onde o técnico dimensiona o tipo exato do equipamento segundo a necessidade da família. “A instalação em imóveis que não foram planejados encarece. Os transtornos são maiores”, argumentou.
Para o casal, o próximo passo é instalar placas fotovoltaicas que hoje ajudam a produzir energia. A energia solar fotovoltaica é uma forma de gerar energia elétrica através da conversão da radiação solar. “Neste caso, o imóvel com estas placas produz a própria energia. Hoje no Brasil, a burocracia faz com que os clientes não consigam concluir este investimento”, conta o técnico. Para esta instalação, dependendo do tamanho da residência, o custo fica entre R$ 20 e R$ 30 mil.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email