quarta-feira, 17
 de 
agosto
 de 
2022

Tenenteana disputa o ouro no Pan-Americano

Os pais e a avó reunidos acompanhando os jogos e torcendo pela atleta tenenteana/Foto: O RegionalA carreira da jovem atleta tenenteana Flavia Maria de Lima está sendo escrita com muitas doses de determinação, emoção e conquistas. Os pais Claudia e José Acir falaram a este semanário nesta semana sobre as principais barreiras enfrentadas pela filha até chegar a representar o país, como está fazendo nestes dias, em Toronto, no Canadá, nos Jogos Pan-Americanos.
Flavia foi descoberta ainda quando estudava no Colégio Victor Busmann, em Campo do Tenente. “A professora Lucia Nunes percebeu que ela se destacava em saltos em altura e ajudou minha filha nas competições dos jogos escolares”, conta a mãe. Flavia saiu da cidade e foi para Campo Mourão e lá iniciou treinamento. Percebendo que esta era a vocação, abandonou a faculdade de educação física e foi para Uberlândia, em Minas Gerais. “Eu fiquei bravo, porque estávamos pagando a faculdade com muito custo e de nada resolveu ela mudar de endereço”, lembra Acir.
Na cidade mineira, a atleta passou a contar com a orientação do técnico renomado Luiz Alberto de Oliveira, que descobriu que além dos saltos, Flavia Maria poderia se destacar nas corridas de 800 e 1.500 metros rasos. “E não deu outra, ela passou de competições municipais para estaduais, nacionais e estava em competições internacionais”, contam os pais. Flavia foi campeã por duas vezes do Troféu Brasil, uma vez no sul-americano e uma vez ficou vice campeã na mesma competição.
Para os pais, a tenenteana é um dos grandes exemplos de que quem acredita pode alcançar seus objetivos. “Com poucos recursos, ela está indo longe. Hoje ela tem uma ajuda da Caixa e recentemente passou a ser patrocinada pela Puma. Agora ela não é mais uma atleta qualquer”, conta o pai.
Na última quarta-feira, Flavia colocou seu nome na história do atletismo brasileiro com o bronze no Pan-Americano nos 800 metros, com o tempo de 2min00s40. Neste sábado, às 20 horas, horário de Brasília, ela disputa a final na prova de 1.500 metros. Em agosto, a atleta já está convocada para o mundial de Pequim, na China.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email