sábado, 2
 de 
julho
 de 
2022

Paraná inicia campanha de vacinação contra a aftosa

Vacinação contra a febre aftosa deverá abranger milhares de animais em toda a região. Foto: DivulgaçãoTeve início nesta semana a campanha de vacinação contra febre aftosa em bovinos e búfalos com até 24 meses. A iniciativa, que segue até o dia 31 de maio, é válida em todos os estados, com exceção do Amapá, que fará a imunização entre setembro e novembro, e Santa Catarina, onde a doença foi eliminada.

A febre aftosa é uma doença infecciosa aguda, causada por vírus, sendo uma das mais contagiosas que atingem os bovinos, búfalos, ovinos, caprinos e suínos, estando presente no epitélio e fluído das vesículas e também pode ser encontrado no sangue, saliva, leite, urina e nas fezes dos animais afetados.

Em todo o Paraná, onde há uma movimentação para tornar o estado livre da doença sem a vacina, foram vacinados no ano passado cerca de 9.414.496 animais. Nos dez municípios do suleste paranaense, o número chegou a 59.157.

De acordo com Erlly Granato, veterinária da Adapar de Rio Negro, o proprietário pode encontrar a vacina em casas agropecuárias. “Aquele não fazer a vacinação, estará sujeito a notificação e multa por animal não vacinado, com valor mínimo de 10 UPF, que é a Unidade Padrão Fiscal do Paraná”, explica a profissional, salientando ainda que após o procedimento, o proprietário deve fazer a declaração de vacinação nas unidades locais da Adapar. “Mesmo que o produtor não possua bovinos e búfalos na idade para vacinação, deverá fazer a declaração do rebanho, relacionando os animais acima de 24 meses de idade da propriedade”, finalizou.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email