sábado, 25
 de 
setembro
 de 
2021

Máscaras caseiras se tornam alternativa na prevenção contra o vírus

Em uma parceria, Mandirituba está tendo trabalho voluntário na fabricação do material. Foto: DivulgaçãoDesde o início da disseminação do coronavírus, as máscaras de proteção se tornaram um dos itens mais procurados pela população e profissionais que atuam na linha de frente do combate à doença, fazendo com que elas sumissem das prateleiras de farmácias.

Com isso, a confecção caseira deste produto se tornou recorrente como uma alternativa para aqueles que não conseguiram adquirir sua máscara e um ato de solidariedade àqueles que necessitam do item. Além de eficiente, a fabricação deste equipamento é simples, podendo ser feitas em tecido de algodão, TNT ou outros tecidos, desde que higienizadas e desenhadas corretamente.

Um dos exemplos vem de Mandirituba, onde, por meio de parceria entre a família Vonsovicz, costureiras voluntárias e empresários do município, estão sendo produzidas máscaras cirúrgicas, para ajudar na prevenção da pandemia da Covid-19 e com o intuito doar as máscaras para profissionais da saúde e pessoas enquadradas no grupo de risco. “Ao ver reportagens demonstrando a dificuldade de algumas pessoas em encontrar as máscaras, nos interessamos em fazer parcerias com a própria família e amigos, com a intenção de produzir para doação. A produção é feita com a ajuda de várias pessoas, alguns empresários estão doando a matéria prima. Familiares e amigos estão confeccionando o material”, conta a idealizadora do projeto, Marilene Vonsovicz Soek, detalhando a logística para a entrega dos equipamentos. “A entrega ainda está sendo selecionada, conforme o número de material produzido iremos destinar aos hospitais, asilos e entidades que necessitem dessa ajuda”, finaliza.

Pienense Rosiméri tem feito máscaras para doação e venda. Foto: Divulgação

Em Piên, a Artes Mãe e Filha também está engajada na ação e, liderada pela artesã Rosiméri Kruczkiewicz e com o apoio de toda a família, tem ampliado a confecção dos itens. “Já estávamos pensando em confeccionar as máscaras. Então, com a gravidade da pandemia, começamos a produzir para os familiares e começaram as encomendas. Graças a Deus, já tinha os materiais necessários em casa para fazer os equipamentos”, conta Rosiméri, que também tem feito entregas em domicílio e contribuído com a área da saúde e com os grupos de risco. “Meu objetivo desde o início era doar para os postos de saúde e para as pessoas que estão em situação de risco. Com a visão de ajudar na prevenção contra a propagação do vírus, a Artes Mãe e Filha sente orgulho e disposição para atuar na fabricação das máscaras”, finaliza.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email