sábado, 18
 de 
setembro
 de 
2021

Mandirituba reforça o destaque como maior produtor de camomila

Campos ficam coloridos e o aroma da planta espalha suavidade. Colheita deve seguir até o próximo mês. Foto: Assessoria de Imprensa/Prefeitura de MandiritubaA camomila é uma cultura presente há vários anos e que se tornou uma grande vocação agrícola em Mandirituba. Com esta relevância, o município tornou-se conhecido como a Capital da Camomila e, por meio desta alternativa, dezenas de famílias garantem o sustento e renda no campo.

Após o plantio em meados de abril, os agricultores iniciaram no último mês a colheita da produção, que neste ano deve atingir cerca de 750 toneladas em camomila verde. Atualmente, cerca de 50 famílias estão envolvidas na produção.

Pioneira nesta atividade, a família Laskaski concilia a produção da camomila com a cavalinha, que também é uma planta medicinal, além de milho e outras culturas. “A camomila sempre foi uma das nossas principais atividades. As sementes das primeiras plantações vieram do Egito e, por ser uma cultura de inverno e resistente às geadas, logo passou a ser produzida por outros agricultores”, recorda Alessandro Laskaski.

Após a colheita, produção passa por um amplo processo de beneficiamento até ser encaminhada para comercialização. Foto: Assessoria de Imprensa/Prefeitura de Mandirituba

Além de ser uma planta medicinal, a camomila atrai visitantes de várias cidades que apreciam os campos floridos, junto ao aroma doce e suave. Atualmente, Mandirituba é considerado o maior produtor desta cultura no Brasil, de acordo com dados do Departamento de Economia Rural (Deral).

VBP – O Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) gerou no ano passado uma receita de R$ 185 milhões para Mandirituba. Entre as várias alternativas agrícolas produzidas, está a camomila que foi responsável pelo montante de R$ 2,8 milhões. Além da boa rentabilidade, esta produção garante que o agricultor possa fazer uma melhor rotatividade do solo.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email