terça-feira, 9
 de 
agosto
 de 
2022

Mandirituba dá início à biometria; Agudos e Tijucas encerram revisão

Prefeito Onildo Gelatti e deputado Toninho Wandscheer no lançamento em Mandirituba. Foto: Assessoria de Imprensa/Prefeitura de MandiritubaVárias cidades do suleste do Paraná estão recebendo ações da revisão eleitoral biométrica. O referido recadastramento é obrigatório, pois na grande maioria das cidades da região será utilizada já nas eleições deste ano a biometria na identificação dos eleitores. Uma cidade da região iniciou os trabalhos nos últimos dias, enquanto que em duas eles serão encerrados na próxima semana.
O município que teve a ação iniciada é Mandirituba. Houve uma cerimônia de abertura da revisão biométrica na última segunda-feira. Os trabalhos foram oficialmente abertos pelo presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE/PR), desembargador Luiz Fernando Tomas Keppen, juntamente com o prefeito Onildo Gelatti, o presidente da câmara, Silvio Galvan, e o deputado federal Toninho Wandscheer.
Com isso, os mais de 11 mil eleitores do município que ainda precisam fazer o recadastramento não precisarão se dirigir até Fazenda Rio Grande, sede da zona eleitoral da qual Mandirituba faz parte. A atualização está acontecendo no teatro municipal, das 9 às 17 horas, até 31 de março.
O desembargador elogiou as instalações. “Mandirituba está disponibilizando uma bela estrutura, que irá oferecer conforto para os eleitores”, citou. O prefeito Onildo foi o primeiro a utilizar o serviço.
Já em Agudos do Sul, o prazo está chegando ao seu final, sendo encerrado na próxima terça-feira. Os atendimentos da revisão biométrica na cidade estão acontecendo na sede do Centro de Referência de Assistência Social (Cras).
A responsável do TRE, Giovana Barbosa, avisa que haverá atendimento excepcionalmente neste sábado das 9 às 16 horas para as pessoas que não podem comparecer nos demais dias. Quem não passar pelo recadastramento terá que se deslocar a Fazenda Rio Grande para fazê-lo até o dia 31 de março, caso contrário, o título será cancelado.
Quem também tem poucos dias para fazer a revisão eleitoral são os eleitores de Tijucas do Sul. A ação neste caso vai até o dia 24, próxima quinta-feira. A prefeitura enviou ofício ao cartório eleitoral na tentativa de prorrogar o prazo. Os trabalhos na cidade ocorrem no auditório do Memorial da Revolução Federalista, aos fundos da prefeitura.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email