sexta-feira, 25
 de 
junho
 de 
2021

Lapa amplia debate e estabelece medidas para retomada do turismo

Marcio Assad relata que a gastronomia pode ser uma importante aliada na retomada das atividades turísticas na Lapa. Foto: DivulgaçãoCom o segmento do turismo duramente afetado pelos efeitos do novo coronavírus, a cidade da Lapa vem realizando um trabalho pioneiro visando a retomada das atividades pós-pandemia. Neste sentido, empresários, entidades e o poder público vêm debatendo questões para qualificar e potenciar o setor turístico.

Na última semana, foi realizada uma videoconferência com os empresários, tendo a participação do diretor administrativo da Agência Paraná do BRDE, Wilson Bley Lipski, onde foram alinhados importantes pontos para o reinício dos trabalhos. Paralelamente, foram realizadas entrevistas com cerca de 50 comerciantes visando ampliar o debate sobre quais ações podem ser desenvolvidas.

De acordo com o coordenador de comunicação e eventos, Marcio Assad, a Lapa criou o programa de retomada da economia ‘A Lapa e o Novo Normal’, que irá oferecer um selo de qualidade para estabelecimentos que participem de oficinas de boas práticas. “Este selo, denominado Estabelecimento Seguro/Turismo Saudável, abordará hotéis, restaurantes, prestadores de serviços, entre outros, garantindo uma maior segurança ao turista, o qual buscará locais mais próximos para viagens pós-pandemia”, detalha Assad, salientando que este mecanismo também visa dar maior diversidade à atividade realizada. “É a busca por incrementar o trabalho desenvolvido, aumentando assim a procura”, enfatiza.

A criação de um calendário de eventos também é uma das metas estabelecidas, implantando festivais de gastronomia, já denominados como comida tropeira, coxinha de farofa, chef’s lapeanos e comidas típicas de etnias polonesa e italiana. “Esses eventos, somados a todos os demais que já acontecem anualmente, visam ampliar as opções aos turistas. Junto a isso, queremos também aumentar as atrações culturais como teatro a céu aberto, serestas, exposições, entre outros”, conta Assad, salientando que a pretensão é explorar as estações do ano. “Fazer ações voltadas ao inverno, primavera, por exemplo, são pontos que podemos aprimorar, desde a preparação de ambientes e gastronomia específica”, relata.

A coordenação dos trabalhos deste projeto deve ficar a cargo da Associação Comercial e do Conselho do Turismo, com apoio da prefeitura. “Essa preocupação é para que esta iniciativa tenha continuidade, não sendo interrompida com mudanças de gestões. Isso é fundamental para que os turistas possam fidelizar as datas e assim se programar para estarem presentes”, justifica Assad.

Para manter o debate e avançar nos preparativos, os comerciantes estarão participando de videoconferências as quartas-feiras, às 14 horas. Para mais informações e adesão ao programa, o contato pode ser feito pelo telefone/WhatsApp (41) 99986 1011.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email