quinta-feira, 24
 de 
junho
 de 
2021

Janeiro termina com volume de chuvas acima da média no suleste paranaense

Rios são monitorados ao longo do período de chuvas para verificar a possibilidade de cheias e enchentes. Foto: Arquivo/O RegionalO primeiro mês do ano terminou com muita chuva e com índices superando médias históricas em todo o Paraná. Conforme o Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar) a precipitação acumulada no mês de janeiro em oito pontos diferentes do Estado foi de 2.748,6 milímetros (mm), superando em 151% o mesmo período do ano passado – em janeiro de 2020 foram 1.094,2 mm.

Em relação ao suleste paranaense, o Simepar não possui estações meteorológicas em todos os municípios, mas em média choveu entre 200 e 250 mm, com a média histórica de janeiro de 180 mm.

O meteorologista do Simepar, Reinaldo Kneib, destacou os números expressivos registrados no Estado. “Choveu muito no Paraná por inteiro, em algumas localidades bem acima da média histórica. O principal fator foi o fluxo de umidade no canal da Amazônia para o Sul do País. Janeiro normalmente já é úmido e quente, com essa atividade ficou com ainda mais umidade e calor, resultando em chuvas diárias”, afirmou.

De acordo com a previsão do Sistema, a chuva deve continuar em fevereiro, mas em menor intensidade, especialmente no Litoral e Interior do Estado. Nas cidades locais, para fevereiro há expectativa da chuva ficar mais próxima do valor histórico do mês, de 140 milímetros.

Monitoramento de rios – Diante das constantes chuvas, o alerta esteve relacionado à possibilidade de cheias de rios e enchentes. A prefeitura de Rio Negro, por exemplo, emitiu um alerta informando que, com a alta do rio local, que atingiu mais de 6,3 m e a previsão de chuvas, ainda que em menor quantidade, para os próximos dias, a equipe de Proteção e Defesa Civil está em alerta e preparada. Já em Piên, agentes da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros fazem o monitoramento do rio Negro e, por enquanto, não houve uma suba expressiva e que pudesse causar preocupação.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email