sábado, 15
 de 
junho
 de 
2024

Ideb 2021 indica oscilações na aprendizagem das cidades locais

Índice avalia o desempenho da educação em todo o país. Foto: Arquivo/O Regional
Das 30 notas divulgadas dos municípios da região, 16 atingiram ou superaram as metas do Ideb. Paraná garantiu o topo do índice no ensino médio

Divulgado a cada dois anos, com o objetivo de acompanhar o desenvolvimento da aprendizagem nas escolas de todo o país, o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) é considerado um dos principais indicadores de qualidade da educação no Brasil. A avaliação considera o índice de rendimento escolar (aprovação) e as médias de desempenho nos exames aplicados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), conjunto de avaliações externas que permite ao órgão realizar um diagnóstico do setor educacional.

Na última semana, o Ministério da Educação (MEC), juntamente com Inep, divulgou os resultados obtidos na avaliação referentes a 2021, englobando o ensino fundamental (anos iniciais e finais) e o ensino médio. Considerando os municípios da região, o desempenho apresentou oscilações em comparação a 2019, em relação às faixas analisadas. Quanto às projeções do índice, na faixa dos anos iniciais, das dez cidades locais, quatro atingiram ou superaram as metas da pesquisa, enquanto nos anos finais dois municípios chegaram à média, e no ensino médio todos superaram as projeções.

Com a nota 7,1 conquistada nos anos iniciais, Rio Negro tem a oitava melhor nota do Estado, que possui 399 municípios, o que, para o prefeito James Valério, reforça as medidas pedagógicas adotadas em 2021 diante da pandemia, para fortalecer o ensino. “O resultado do Ideb é um motivo de alegria. Nosso ensino público da rede municipal, apesar da pandemia, conseguiu educar, ensinar e promover a aprendizagem dos nossos alunos. Parabéns a toda a rede municipal de educação, parabéns aos pais, alunos e aos nossos funcionários da educação. Isso nos faz ser sempre maior na educação. Com o Ideb 7,1 somos uma das melhores notas do Brasil, do Estado e da região”, afirma.

Para a secretária de Educação, Esporte e Cultura de Quitandinha, Josiane Weiss, que aparece com a segunda melhor nota da região, o investimento em capacitações de professores, aquisição de materiais didáticos e pedagógicos, equipamentos e ferramentas tecnológicas são alguns dos fatores que influenciam nos resultados obtidos. “As capacitações, incentivo à formação dos professores e a participação em eventos que trazem profissionais renomados tem sido uma constante em Quitandinha. Também a realização de dois Seminários de Educação com palestrantes que trazem grandes contribuições ao avanço da educação. Quitandinha hoje tem uma série de ações integradas visando a qualidade da educação municipal. Tudo isso foi transformando em 2021, pois as escolas receberam novas instalações elétricas e de internet e o pacote de internet aumentado para 100 gb em todas as escolas, foi implantado projeto de descentralização de recursos. Muitos materiais pedagógicos foram fornecidos para que os professores tenham melhores condições para exercer sua prática, semestralmente é feita em toda a rede uma avaliação para identificar os objetivos pedagógicos alcançados e a partir da identificação são realizadas aulas em contra turno visando corrigir a defasagem identificada. Os professores tiveram o piso assegurado e aumento em toda a tabela. São muitas ações que integradas tem promovido o avanço na qualidade da educação municipal”, comenta.

Segundo Josiane, a pandemia foi um desafio e que refletiu na aprendizagem dos alunos. “A pandemia em 2020 foi inesperada e na ocasião as escolas estavam desprovidas de tecnologias e recursos para assegurar a todos os alunos as mesmas condições de acesso aos materiais propostos, ainda que tenha sido construída uma proposta de ensino muito positiva, muitas escolas não tinham todo os recursos necessários para assegurar o acesso a todos os alunos ao conhecimento. Nessa época também foi fundamental o auxílio dos pais que orientavam os filhos conforme suas possibilidades. Porém, com o retorno as aulas presenciais, o avanço foi ocorrendo gradativamente”, reforça.

A secretária enaltece ainda que o município vem trabalhando para qualificar ainda mais os índices educacionais. “Pretendemos no próximo ano desenvolver muitas outras ações que favoreçam o aumento do Ideb, mas principalmente assegurar que todos tenham acesso à educação de qualidade, valorizando cada criança como indivíduo, valorizando cada profissional da educação, seja professor, pedagogo, operacional, motorista e comunidade escolar, pois a educação quando realizada em conjunto traz resultados muito mais significativos”, conclui.

Paraná – A rede estadual de ensino do Paraná garantiu o topo do Ideb 2021 no ensino médio. As escolas públicas do Estado alcançaram a nota 4,6, ultrapassando Goiás e Espírito Santo. Em relação ao Ideb de 2019, divulgado em 2020, quando o Estado estava na terceira colocação, o índice subiu 0,2 pontos.
Além disso, foi a maior escalada no ensino médio entre todos os estados brasileiros na história recente. O Paraná aparecia em 7º em 2017, subiu para 3º dois anos depois e agora está em primeiro lugar. A média nacional das redes estaduais, no ensino médio, ficou em 3,9.

Ideb 2021. Arte: O Regional



Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email