sábado, 25
 de 
maio
 de 
2024

IBGE abre novas vagas para trabalhar no Censo 2022

Censo Demográfico está em andamento em todo o país. Foto: Arquivo/O Regional
Inscrições são presenciais em 145 municípios do Paraná e prazo vai até esta segunda-feira. Para a região, são 10 vagas, distribuídas entre os municípios de Agudos do Sul, Campo do Tenente, Piên e Quitandinha.

O IBGE abriu na última quinta-feira inscrições para um processo seletivo com 465 vagas no Paraná, destinadas para os cargos de recenseador, que é o responsável por realizar as entrevistas nos domicílios, agente censitário supervisor (ACS), que supervisiona o trabalho do recenseador, e agente censitário municipal (ACM), que coordena o trabalho no posto de coleta. As inscrições seguem até esta segunda-feira e o candidato deve se inscrever pessoalmente, nos locais informados no Quadro de Vagas.

Não há pagamento de taxa, nem realização de provas, uma vez que a seleção será feita por análise de títulos, e o requisito mínimo para o cargo é ter o ensino fundamental completo. De acordo com o edital do IBGE, para a região há vagas disponíveis para os municípios de Agudos do Sul (3), Campo do Tenente (1), Piên (3) e Quitandinha (3).

Remuneração – A remuneração dos recenseadores é por produtividade, de acordo com a quantidade de residências visitadas e pessoas recenseadas, considerando ainda a taxa de remuneração de cada setor censitário, o tipo de questionário preenchido (básico ou amostra) e o registro no controle da coleta de dados. Os intreeressados podem acesssar um simulador do IBGE que possibilita estimar quanto o profissional receberá.

Já o salário para Agente Censitário Supervisor (ACS) é R$ 1.700 e para o cargo de Agente Censitário Municipal (ACM) é de R$ 2.100. Ambos os cargos receberão auxílio-alimentação e auxílio-transporte e nos dois casos, é exigido ensino médio completo.

A seleção – O candidato interessados deverá comprovar se possui ensino fundamental completo, que vale 1 ponto; ensino médio incompleto (3 pontos), ensino médio completo (5 pontos), curso de graduação incompleto (7 pontos) ou curso de graduação completo (10 pontos). As titulações não são cumulativas e a pontuação máxima será de dez pontos.

Em caso de igualdade na nota, os critérios de desempate são, nesta ordem, candidato que tiver idade igual ou superior a sessenta anos completos até o último dia de inscrição, candidato que tiver exercido efetivamente a função de jurado e, por fim, o candidato com maior idade. Mais informações sobre o processo seletivo podem ser obtidas no site do IBGE. 



Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email