segunda-feira, 18
 de 
outubro
 de 
2021

Horário de verão termina neste final de semana

Wilson Luiz conta que o valor da fatura de energia elétrica teve uma pequena diminuição com a mudança de horário. Foto: Arquivo/O RegionalEm vigor desde novembro do ano passado, mais uma edição do horário de verão chega ao fim neste domingo, a partir da 0h. Na ocasião, os relógios deverão ser atrasados em uma hora nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal.

Apesar de ser aprovado por grande parte da população, o horário de verão, que foi adotado pela primeira vez em 1931, por Getúlio Vargas, com objetivo de reduzir a demanda por energia elétrica durante horário de pico, entre 18 e 21 horas, está cogitado para ser extinto, uma vez que um estudo do Ministério de Minas e Energia e do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) mostra que não há economia significativa de eletricidade.

Para o diretor da escola Canal C de Piên, Wilson Luiz, é notável o impacto na conta de energia do estabelecimento. “Notamos uma variação de 3 a 5% na conta de luz, principalmente nos meses de novembro e dezembro. Durante o horário diferenciado, por exemplo, nas aulas práticas de socorristas, brigadistas e primeiros socorros, podemos usar a luz natural, enquanto que no período normal, é preciso investir em iluminação, com a utilização de slots”, pontua Wilson, avaliando que, além da parte profissional, há também impactos na preparação física. “O horário de verão também favorece a prática de exercícios físicos e possibilita a realização de uma série de atividades em casa”, finaliza.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email