terça-feira, 22
 de 
junho
 de 
2021

Estado do Paraná teve 49,7 mil vagas de emprego criadas em oito meses

Indústria paranaense vem dando importantes sinais de reaquecimento da economia com a geração de empregos. Foto: Gilson Abreu/AENCom um saldo positivo de 8.726 novas vagas formais de trabalho em agosto, o Paraná chegou à marca de 49.704 empregos no acumulado do ano. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados na última quarta-feira, e mostram que o Paraná liderou a criação de postos na região sul no oitavo mês de 2019, ficando à frente de Santa Catarina, que gerou 6.529, e Rio Grande do Sul, que fechou 1.988 vagas.

O resultado de agosto é o terceiro melhor do ano, sendo superado apenas pelos desempenhos alcançados em fevereiro e abril. O setor que mais empregou no mês foi o de serviços, com 4.146 novos postos. Comércio, indústria e construção civil também se destacaram, enquanto que agropecuária e serviço público tiveram redução.

O governador Ratinho Junior afirma que a administração estadual está reforçando as ações para ampliar as oportunidades de emprego no Paraná, destacando o trabalho de atração de novos investimentos industriais e medidas para descomplicar as ações de quem quer empreender. “Emprego é uma das prioridades da nossa gestão”, disse.

Quanto aos números nacionais, pelo quinto mês seguido, o Brasil teve saldo positivo no emprego formal. Em agosto, a expansão foi de 121.387 vagas, decorrente de 1.382.407 admissões e de 1.261.020 desligamentos. O resultado equivale à variação de 0,31% em relação ao mês anterior. Foi o melhor agosto, segundo o Caged, desde 2013. No acumulado de 2019 foram criados 593.467 novos postos, com variação positiva de 1,55%. Nos últimos 12 meses foram criados 530.396 empregos.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email