terça-feira, 28
 de 
setembro
 de 
2021

Escolas promovem retorno presencial gradativamente no suleste paranaense

Alguns municípios já aderiram ao retorno com pílulas de presencialidade e outros seguem sem previsão do retorno

Após um ano longe das salas de aula, alguns estudantes começam a volta para as salas de aula. Mas nem todos os municípios retomaram os encontros presenciais depois do recesso de julho.
Em Agudos do Sul, os estudantes voltaram para as instituições de maneira presencial na última quarta-feira. Em Campo do Tenente, as aulas no modelo hibrido retornaram no dia 7 de junho. “O nosso retorno foi no dia 7 de junho, no modelo híbrido. Sendo uma mescla do virtual e presencial. Estávamos em recesso até a última terça-feira e retornamos os atendimentos na última quarta-feira”, disse a secretária Cleusa Komarchewski.

O município de Contenda também só voltará com as aulas presenciais após a vacinação dos profissionais da educação, é o que afirma a secretária da pasta Lisiane Ciulik Padilha. “O município de Contenda vem analisando com cautela uma possível volta às aulas. Estamos organizando todas as instituições de ensino com as adequações exigidas pela OMS”, afirmou Lisiane. A secretária afirma que segue orientações da equipe técnica da Secretaria de Saúde, e argumenta que é necessário todos os profissionais da educação estarem vacinados com a segunda dose, para garantir maior segurança para toda comunidade escolar.

Em Fazenda Rio Grande, o secretário de Educação, César Tavares, afirmou que não há previsão de retorno das aulas. “Nós temos um decreto do Poder Executivo e estamos cumprindo o que determina a autonomia dos estados e municípios. A princípio não há uma data específica até que todos os servidores da rede pública estejam com a vacinação completa”, afirmou Tavares.

Na Lapa, o retorno das aulas presenciais está previsto para o dia 2 de agosto no modelo híbrido. De acordo com a coordenação pedagógica da Secretaria de Educação, devem retornar primeiro os estudantes do 5º ano, depois 4º ano e assim sucessivamente. Até chegar aos estudantes da pré escola.

Em Mandirituba, o retorno presencial está previsto para ocorrer no dia 7 de setembro. A volta dos estudantes deve ser de maneira escalonada, como nos demais municípios.

Em Piên, as aulas retornaram no mês de maio, é o que afirma a secretária da pasta Clarice Fragoso. “Agora estamos retornando das férias, no mesmo modelo híbrido”, afirma. Segundo Clarice, o transporte escolar está sendo oferecido, com todas as medidas de segurança, como a aferição de temperatura.

Em Quitandinha, o retorno das aulas ocorre na próxima segunda-feira, no modelo híbrido. Nesta semana, os professores passaram por capacitações para o retorno dos estudantes.

Em Rio Negro, o modelo adotado é o híbrido. E as aulas voltaram na última segunda-feira. Em Tijucas do Sul, o retorno também ocorreu nesta semana. Segundo a secretária de Educação, Denise Aparecida da Rocha, o transporte escolar também está em funcionamento, operando sem qualquer intercorrência, conforme linhas organizadas.

Rede estadual – Mais de 1.700 colégios retornaram o atendimento total ou parcial nesta semana. Segundo a Secretaria de Estado da Educação, desde 10 de maio, há a reabertura gradual das instituições de ensino.



Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email