sábado, 21
 de 
maio
 de 
2022

Concessões geram debates em Piên e prefeitura aponta ser a melhor solução

Concessão do parque de eventos gerou debate. Prefeitura explicou. Foto: Assessoria de Imprensa/Prefeitura de Piên

Vereadores questionaram concessão do Parque Municipal de Eventos. Prefeitura explicou como foram os procedimentos e citou que trâmites seguiram a legislação

Na sessão da câmara de Piên da última terça-feira, os vereadores apresentaram assuntos que geraram debates na cidade. Entre os temas que causaram manifestação dos legisladores na reunião estão pedidos de mais transparência, algumas demandas da saúde e a concessão do pavilhão do Parque Municipal de Eventos.

Também foi abordada a mudança no funcionamento do ginásio de esportes. Os vereadores pediram mais diálogo do executivo com o legislativo quanto a estes assuntos.

Na tarde de ontem, a prefeitura informou que desde o início da gestão vem buscando resolver problemas crônicos e realizar serviços para bem atender a população e que um desses problemas eram os espaços públicos até então abandonados, que vinham se deteriorando e sofrendo com vandalismo. A prefeitura então abriu edital de concessão de alguns espaços, entre eles lanchonetes e o parque de eventos, publicando editais e seguindo a legislação, para buscar empresas que administrem os imóveis, como por exemplo a lanchonete da Praça da Paz, onde está instalada a Ralph’s Casa da Esfiha. Segundo o executivo, além de pagar um valor mensal, a empresa é responsável pela limpeza e conservação do espaço e dos banheiros públicos que estão à disposição da população.

Quanto à concessão do Parque de Eventos, a prefeitura lembra que antes de iniciar o processo reuniu todas as entidades beneficentes que utilizavam do espaço e propôs a criação de um comitê para elas administrarem e manterem o local. De acordo com o poder público, após prazo solicitado as entidades retornaram com a negativa de interesse em administrar este imóvel.

Sendo assim foi iniciado o processo para a concessão, incluindo a publicação para que mais empresas disputassem. Apenas um interessado se manifestou, atendendo os critérios estabelecidos. “Se mais empresas tivessem manifestado interesse o valor seria maior pois haveria a concorrência entre elas”, disse o secretário de Administração, Claudemir de Andrade. A prefeitura cita que, além do pagamento mensal, a empresa ainda é obrigada a destinar 10% do valor arrecadado em eventos bem como manter a limpeza a manutenção do parque.

Nesta concessão diversas regras foram impostas. “Somente para equipar e poder atender ao edital a empresa fez um investimento de cerca de R$ 200 mil”, conta o vencedor da licitação, Clayton Rudnick.

A prefeitura enfatiza que o espaço continua disponível gratuitamente para entidades beneficentes e apresentou a agenda dos próximos eventos: dias 8 e 9 de abril Bazar de Roupas da Apae; 30 de abril Jantar das Mulheres; 7 de maio evento da creche do Avencal; 11 de maio evento do CRAS; 18 de junho Sopa das Estrelas; e 25 de junho evento da creche do Avencal. Segundo a prefeitura, estes espaços continuam sendo públicos e gratuitos para as entidades filantrópicas. “A única mudança é que os locais que antes eram abandonados e utilizados como pontos de droga agora passam a ser bem conservados e utilizados com segurança pelas famílias de Piên”, finalizou Claudemir.



Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email