sábado, 18
 de 
setembro
 de 
2021

Com indefinição sobre retorno às aulas, municípios adotam estratégias

Recado na lousa da Escola Municipal Pedro Fávaro Cavalin, na cidade da Lapa, demonstra a expectativa pelo retorno das aulas pós pandemia. Foto: Divulgação/Prefeitura da LapaPassado um mês após a suspensão das aulas em decorrência da pandemia do novo coronavírus, as redes estadual e municipal de ensino seguem adotando estratégias para amenizar os prejuízos no processo de aprendizagem de milhares de estudantes de toda a região.

Considerando as instituições estaduais, a metodologia aplicada momentaneamente é o ensino a distância (EaD). Já nas escolas municipais do suleste paranaense, os gestores também têm aplicado atividades online, assegurando o contato com os alunos por meio de aplicativos e rede sociais digitais.

A secretária municipal de Educação de Agudos do Sul, Elaine Rocha Persch Anderle, explica que o município fez uma pesquisa junto à população para saber a cobertura de internet nas famílias e, a partir disso, foram desenvolvidas atividades de forma remota com o intuito de auxiliar no processo educacional. “São atividades complementares, em que o professor envia por WhatsApp, nos grupos com os pais, o educador de cada turma e uma coordenadora pedagógica ou diretora, que estão orientando. Os profissionais estão utilizando o planejamento de ensino deles, porém, com um novo olhar e um novo método de aprendizagem, por meio de áudios, vídeos e links”, detalha a secretária, orientando quanto aos alunos que não têm acesso a internet. “Os professores estão preparando o material e a equipe pedagógica estará levando até essas casas a cada 15 dias”, conta.

Elaine reforça ainda o empenho dos docentes na produção de conteúdo. “Vem sendo algo muito gratificante ver o retorno dos professores se reinventando no reaprender a educação”, avalia a secretaria, esclarecendo ainda que, com o cenário atual da pandemia, o calendário letivo poderá ficar comprometido e sofrer alterações. “Estamos aguardando a orientação dos órgãos, os quais as secretarias municipais trabalham em conjunto para apresentar novas definições”, pontua.

Em Campo do Tenente, a equipe da Secretaria Municipal de Educação está reorganizando o planejamento conforme a nova metodologia de ensino, com aulas não presenciais, utilizando recursos impressos e digitais. “Em uso destes recursos, as escolas entraram em contato com a família para esclarecimento e informações de todos os procedimentos adotados. As atividades diárias são elaboradas pelos professores e são entregues quinzenalmente para a família numa perspectiva de atender todos os alunos e que eles tenham acesso aos exercícios escolares e de forma regulamentada possa, por meio destes recursos, ser comprovado e computado como dias letivos. Este formato de aula não presencial perdurará até novas orientações”, detalha a secretária Marilene Hornick.

Marilene afirma ainda que a equipe pedagógica, junto aos diretores e professores, não mede esforços se dedicando ao máximo para dar continuidade no processo de ensino e aprendizagem. “Agradecemos aos profissionais pela dedicação e empenho na elaboração das atividades e pela disposição ao atendimento a família nas redes sociais. Ressaltamos a colaboração da família em acompanhar e incentivar os filhos na realização das atividades. Aproveitamos para reforçar os cuidados com a saúde da família, mantendo as orientações de prevenção”, finaliza.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email