segunda-feira, 29
 de 
novembro
 de 
2021

Atividades marcam o Dia do Idoso na região

Centro de Convivência preparou uma recepção especial para receber os idosos na cidade da Lapa. Foto: Divulgação
Após quase dois anos com todos os atendimentos suspensos, atividades para a melhor idade começam a ser retomadas

O processo populacional global está passando por uma transformação única e irreversível, levando a um aumento da população idosa em todos os lugares, segundo o Ministério da Saúde. Com o declínio da fertilidade, a proporção de pessoas com 60 anos ou mais deve triplicar, atingindo cerca de 2 bilhões em 2050. Na maioria dos países, o número de pessoas com mais de 80 anos deve quadruplicar para quase 400 milhões.

A Agenda 2030 e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) reconhecem que o desenvolvimento só é possível se for inclusivo para pessoas de todas as idades. Atualmente no Brasil, a população idosa representa 14,3% da população total, ou 29,3 milhões de pessoas. Em 2030, a população idosa ultrapassará as crianças e adolescentes com idades entre 0 e 14 anos.
Em sete anos, a expectativa média de vida dos brasileiros aumentou em 30 anos, de 45,4 anos em 1940 para 75,4 anos em 2015. O envelhecimento da população tem impacto importante na saúde, o que mostra a importância da organização de uma rede de saúde.

O Dia do Idoso, 1º de outubro, foi criado em 1991 por iniciativa da Organização das Nações Unidas (ONU) e reforça os termos da Resolução 46, que visa aumentar a sensibilidade da comunidade mundial para a questão do envelhecimento e enfatizar a necessidade de proteger e cuidar dessa população.

Programação nas cidades – Segundo Bruno Renan, chefe do departamento da Assistência Social de Tijucas do Sul, um café será preparado para os idosos que estão acolhidos. “Nós faremos um café para os idosos, visto que ainda não temos orientações favoráveis a eventos para um público maior”, afirmou.

Segundo o chefe da Assistência Social, são acolhidos pelo município na instituição de longa permanência para idosos Ana Maoski Boniecki, idosos que estão em vulnerabilidade social. “Muitas vezes, alguns dos idosos não têm família para realizar seus cuidados”, comenta. Segundo Bruno, os idosos que estão sob os cuidados do poder público passam por um processo de análise de profissionais como assistentes sociais e psicólogos. Além de alguns casos serem analisados pelo Ministério Público e também pelo Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa.

Em Piên, será entregue um presente aos idosos, que por conta da pandemia não estão se encontrando. “Vamos levar até eles até para que se sintam valorizados e não esquecidos. É muito gratificante ver a alegria e o carinho que nos recebem em suas casas”, comenta a secretária de Assistência Social Katia Fragoso. Segundo Katia, todo mês é entregue algo referente a comemoração, este mês foram entregues mudas de árvores frutíferas.

A diretora geral da política de Assistência Social da Lapa, Ana Karina, afirma que na última segunda-feira foram retomadas as atividades presenciais no Centro de Convivência Para Idosos. “Com pequenos grupos, nesta semana estamos realizando atividades em comemoração ao Dia do Idoso”, comenta. Ana Karina conta que a partir da semana retornarão pequenos grupos com as demais atividades.

O Centro do Idoso da Lapa atende atualmente 400 Idosos que são atendidos parte presencialmente e parte nos domicílios. Segundo a chefe da pasta, este modelo foi desenvolvido por conta da pandemia.

 



Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email