terça-feira, 26
 de 
outubro
 de 
2021

26,6 mil moradores dos municípios da Amsulep vieram de outros estados

Lapa é o município mais paranaense da Amsulep/Foto:ArquivoDos mais de 254 mil moradores do suleste paranaense, 26,6 mil não nasceram no Paraná. Ou seja, 10% da população dos dez municípios da região da Amsulep veio de outros estados. Isto é o que mostra um levantamento feito com base em dados específicos divulgados recentemente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE em relação ao Censo 2010.

Em termos percentuais, Rio Negro é o município da região que tem mais moradores não paranaenses, motivado principalmente por sua posição geográfica. 19,47% de sua população é nascida em outros estados. Já a Lapa é a cidade mais paranaense, já que apenas 4,15% dos moradores vieram de fora do Paraná.

O engenheiro agrônomo Nelson Mario Leonardi tem 57 anos e desde que nasceu vive na Lapa, exceto por um período de dez anos, quando saiu para estudar em Curitiba, onde cursou a faculdade. Porém, ele pretende morar em Santa Catarina depois que se aposentar; atualmente é professor na escola agrícola do município. “Vou pra lá. O modo de vida é mais tranquilo nas cidades catarinenses”, declara.

Já o segurança Osni Thelmann fez o inverso do que pretende fazer Nelson. Osni veio de Santa Catarina, Rio Negrinho, e há cinco anos mora no Paraná, em Piên, por motivo de trabalho. “Arrumei emprego na cidade, vim para cá e aqui pretendo ficar”, conta o segurança, que inclusive estabeleceu empresa do ramo no município. Piên, aliás, perdendo apenas para Rio Negro, é o segundo da região com maior percentual de não paranaenses, são 18,56%.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email