sábado, 22
 de 
janeiro
 de 
2022

21ª edição da Travessia dos Veteranos do Corpo de Bombeiros celebra tradição em Guaratuba

Travessia dos Veteranos do Corpo de Bombeiros. Foto: Corpo de Bombeiros do Paraná
Várias gerações de guarda-vidas estiveram na Travessia, compartilhando experiências e histórias com os militares estaduais mais novos. O evento foi especial neste ano em que a atividade de guarda-vidas completa 60 anos de história no Corpo de Bombeiros.

 

A 21ª Travessia dos Veteranos do Corpo de Bombeiros contou com mais de 70 guarda-vidas veteranos na manhã deste sábado (08/01) na Praia Central de Guaratuba. O 8°Grupamento de Bombeiros (8°GB) prestou apoio com a segurança na água com motos-aquáticas e pranchões em todo o perímetro da travessia.

A expectativa dos veteranos com o evento foi grande, tanto que muitos chegaram bem antes do horário previsto (10h) para rever amigos e conversar sobre os tempos de atividade na praia. Várias gerações de guarda-vidas estiveram na Travessia, compartilhando experiências e histórias com os militares estaduais mais novos. O evento foi especial neste ano em que a atividade de guarda-vidas completa 60 anos de história no Corpo de Bombeiros.

O organizador do evento, subtenente Antônio Batista dos Santos, que trabalhou como guarda-vidas em 27 temporadas de verão, não pôde nadar por conta de uma lesão no joelho, mas isso não o impediu de estar próximo dos amigos e aguardá-los na beira do mar para cantarem juntos a Canção Soldado de Fogo.

“Ficamos 30 anos trabalhando juntos e quando chega a reserva, cada um segue um caminho. Por isso, passei a organizar a Travessia para que pudéssemos confraternizar a vida e reviver bons momentos. Voltar ao mar faz com que a gente tenha mais vontade de viver e tenha novos horizontes”, disse.

Mesmo com limitações físicas para caminhar e nadar, o ex-comandante da PM e do Corpo de Bombeiros, coronel Miguel Arcanjo Capriotti, esteve no evento fardado como guarda-vidas e participou da travessia com apoio de uma moto-aquática. “Trabalhei 18 operações como guarda-vidas. Muitas vidas foram salvas por esses valorosos homens do Corpo de Bombeiros, disse o coronel Capriotti.

O subtenente Augusto Carlos Pereira foi guarda-vidas por 30 anos e participou de 20 edições da Travessia dos Veteranos, sendo que oito delas quando ainda estava no serviço ativo. “É importante manter a tradição deste evento, pois o maior objetivo é rever antigos amigos, tem gente com 80 anos que tive o prazer de trabalhar junto nas praias”, destacou.

SUPORTE – O 8° GB disponibilizou motos aquáticas, guarda-vidas com cinto de salvamento aquático e nadadeiras para proporcionar mais segurança para os guarda-vidas veteranos. “Eles aguardam ansiosamente pela Travessia e o Corpo de Bombeiros atua na prevenção para proporcionar mais segurança para esses guarda-vidas veteranos que tanto fizeram pelos banhistas durante anos de trabalho”, disse a porta-voz do Corpo de Bombeiros do Verão Paraná – Viva a Vida 2021/2022 Costa Leste, tenente Ana Paula Inácio de Oliveira Zanlorenzzi.

 

Fonte: Agência Estadual de Notícias



Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email