domingo, 7
 de 
agosto
 de 
2022

União não fez a força

Mesmo em momento de franca crise no país, parte dos governos municipais da região estão conseguindo concretizar importantes avanços em suas cidades. São obras de pavimentação, construção de novas escolas e creches, instalação de empresas, além da manutenção sem comprometimento dos serviços básicos, principalmente na área da saúde. Não são todos, mas alguns poderão fechar o mandato com saldo positivo. Por outro lado, a tentativa de trabalho em conjunto não evoluiu.
Embora tenham sido válidas as tentativas através de encontros da associação dos municípios da região suleste, não houve um projeto que tenha se concretizado. Pensou-se, por exemplo, na criação de uma cooperativa regional de leite, no trabalho conjunto de recuperação da malha viárias nas divisas, de ação integrada de segurança, num consórcio micro-regional de saúde, entre outras sugestões. Ideias existiram, mas na prática sempre é muito diferente.
Em algumas oportunidades temos citados neste espaço a dificuldade para tratar de melhor forma a questão dos resíduos produzidos na região. Em todas nossas cidades, sejam os orgânicos ou recicláveis, são colocados a mercê do aterro ou pior, da decomposição na natureza. Está aí um exemplo que poderia ser trabalhado e mostrar que a união pode dar resultados.
Se até agora as tentativas de ações conjuntas das prefeituras locais não obtiveram êxito, não é motivo para parar. Pelo contrário, estamos vivenciando um período de extrema necessidade de ações colaborativas. De foco na sustentabilidade e visão de futuro coletiva.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email