sexta-feira, 1
 de 
julho
 de 
2022

Seis cidades da região fecham janeiro com saldo negativo de contratações

Primeiro mês do ano fechou em negativo na geração de empregos em seis cidades. Foto: Geraldo Bubniak/AEN

Agudos do Sul obteve resultado negativo de -3; Campo do Tenente -5; Lapa -6; Piên -2; Quitandinha -8 e Tijucas do Sul -11

A região suleste paranaense fechou o mês de janeiro com saldo de 474 contratações. Os números foram negativos em Agudos do Sul (-3); Campo do Tenente (-5); Lapa (-6); Piên (-2); Quitandinha (-8) e Tijucas do Sul (-11). Os demais municípios tiveram saldo positivo, se comparado às contratações com demissões. A cidade de Contenda registrou um saldo de 22; Fazenda Rio Grande 392; Mandirituba 56 e Rio Negro 39.

De acordo com o André Luiz de Oliveira, da Agência do Trabalhador de Contenda, a municipalidade está empenhada em buscar novas vagas de emprego para os munícipes. “A Agência do Trabalhador disponibiliza seus serviços tanto para o empresário que procura ofertar vagas e aos trabalhadores para que venham fazer ou atualizar seu cadastro para concorrer às vagas junto ao Sine”, explica.

Segundo André, há uma expectativa de melhora no cenário de novos empregos na cidade. “Constatamos que no último mês as empresas procuraram mais pessoas para contratar em virtude de uma melhora na economia, melhorando as vendas e consequentemente as ofertas por postos de trabalho”, finaliza.

O município de Mandirituba fechou o mês de janeiro com números positivos. Segundo o secretário de Indústria,0 Comércio, Turismo e Trabalho, Wagner Brasque Vieira, esse é um trabalho contínuo na municipalidade na tentativa de gerar novos postos de trabalho. “Coordenamos nossas equipes, principalmente a Agência do Trabalhador, em gerar novos empregos em Mandirituba”, afirma. Segundo Wagner, a municipalidade atua também na busca da atração de novas empresas para a cidade.

De acordo com o governo do Estado, esse é o terceiro melhor resultado do Paraná na geração de empregos, foram 18 mil novos postos de trabalho. O Paraná fica atrás apenas de São Paulo e de Santa Catarina. Os paranaenses lideram a posição entre o Rio Grande do Sul, o Rio de Janeiro e Minas Gerais, estados que são mais populosos.

Segundo o secretário de Estado da Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost, o resultado é fruto do trabalho das Agências do Trabalhador, que conta com 183 Postos Avançados e contribuem de forma decisiva para esses resultados. No ano passado, o estado foi responsável por colocar 110.011 trabalhadores, obtendo o primeiro lugar no Brasil na rede do Sistema Nacional de Empregos.

Caged. Arte: O Regional

 



Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email