segunda-feira, 26
 de 
fevereiro
 de 
2024

Saúde na Escola atende mais de 10 mil estudantes em Pinhais

Programa leva uma série de ações às escolas e atende alunos do município. Foto: Assessoria de Imprensa/Prefeitura de Pinhais
Programa leva uma série de ações às escolas do município. Foto: Assessoria de Imprensa/Prefeitura de Pinhais
No ciclo 2023-2024, são atendidas são 32 escolas pactuadas, sendo 12 escolas municipais, uma escola estadual e 19 CMEIs

Com a finalidade de enfrentar as vulnerabilidades que comprometem o desenvolvimento de crianças, adolescentes e jovens da rede pública de ensino em Pinhais, a prefeitura, por meio do Programa Saúde na Escola (PSE), leva às unidades ações de promoção, prevenção e atenção à saúde.

O município aderiu ao programa no ano de 2014 e no ciclo 2023-2024, são 32 escolas pactuadas, sendo 12 escolas municipais, uma escola estadual e 19 CMEIs totalizando 10.115 educandos atendidos. O PSE é um programa intersetorial da Saúde e da Educação, instituído em 2007, por meio de decreto presidencial, no qual as políticas de saúde e educação voltadas às crianças, adolescentes, jovens e adultos da educação pública de ensino, se unem para promover saúde e educação integral.

Janaina Eleutério de Freitas, da Seção de Estratégia da Saúde da Família, da Secretaria de Saúde de Pinhais, explica que as ações, realizadas de forma articulada entre os profissionais da Atenção Primária em Saúde e da Educação, visam contribuir com a formação dos estudantes por meio de atividades que tratam de uma série de assuntos. “De maneira lúdica, trabalhamos as atividades na apresentação dos temas, com brincadeiras, teatro e oficinas. Fazemos medição do peso e altura, verificação de carteira vacinal e aplicação de vacinas de acordo com o calendário vacinal e mediante autorização dos pais”, detalha.

De acordo com Janaina, há alguns pontos prioritários na iniciativa. “Algumas ações são priorizadas, como a verificação da situação vacinal, saúde bucal, saúde ambiental, promoção da atividade física, promoção da cultura da paz e direitos humanos, alimentação saudável e prevenção da obesidade e o atendimento individual das crianças com obesidade”, completa.

Entre os temas trabalhados estão saúde ambiental, promoção da atividade física, alimentação saudável e prevenção da obesidade, promoção da cultura de paz e direitos humanos, prevenção das violências e de acidentes, prevenção de doenças negligenciadas, verificação da situação vacinal, saúde sexual e reprodutiva e prevenção do HIV/IST, prevenção ao uso de álcool, tabaco e outras drogas, saúde bucal, saúde auditiva, saúde ocular, prevenção à Covid-19. Para 2024, está prevista a inclusão do tema saúde mental.



Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email