quarta-feira, 4
 de 
agosto
 de 
2021

Rio-mafrenses gravam “Drive to Survive” do kartismo

Primeiras entrevistas e imagens foram captadas na etapa de Registro (SP). Foto: Divulgação

Dois jovens cineastas inspiram-se na série da Netflix “F1: Drive to Survive” e rodam documentário tendo como pano de fundo o kartismo de base brasileiro. A produção – ainda sem nome definido – está sendo ambientalizada no campeonato Super Karts! Sul e Sudeste + APA Challenge (SKS+APA).

Os cineastas rio-mafrenses Matheus Oliveira e Gabriel Dinis estão à frente do projeto, que também é capitaneado por outros dois entusiastas, tanto do automobilismo quanto do audiovisual: Andrio Stelmach e Paulo Gomes, kartistas campeões e apaixonados da região de Rio Negro, que também produzem outro programa, o Resenha do Kart, para o Youtube e demais redes sociais.

Paulo Gomes, co-criador do projeto, conta que a semente do documentário nasceu dentro do programa Resenha do Kart. “Fazemos nosso programa desde 2020, que sempre teve como foco contar as histórias que ninguém conta, de um esporte cujos protagonistas estão fora dos holofotes durante a maior parte do tempo. Rio Negro tem uma história muito rica e vitoriosa dentro do kartismo, e o Gabriel e o Matheus toparam fazer um documentário que visa aprofundar e humanizar essas histórias, de um jeito que ninguém nunca viu”, disse.

Andrio Stelmach, um dos patronos da ideia e do Resenha, ressalta a importância do projeto. “Matheus e Gabriel são daqueles tipos de pessoas que precisamos ter mais nas nossas vidas, pois tem amor ao que fazem. Para eles não tem tempo ruim, com a gente no Resenha e agora nesse projeto na SKS+APA, esperamos mostrar para as pessoas as histórias lindas que temos por aí afora no kartismo”, disse.

Pedro Giulliano, organizador e promotor do certame, não pensou duas vezes quando ouviu a ideia do quarteto. “Costumamos dizer que nosso campeonato é mais que uma corrida, é um encontro de apaixonados e solitários, porque padecemos nessa vida de gostar daquilo que pouca gente gosta. Já somos fãs do Resenha do Kart, pois além de ser feito por dois grandes amigos, é um dos únicos veículos audiovisuais que dão atenção à base do esporte. Agora com esse documentário, ganhamos a chance de expandir isso. Está sendo e será sempre uma honra receber e incentivar ideias como essa”, afirmou.

Os produtores do documentário garantem que “Drive To Survive” serviu apenas como gatilho para a ideia. O documentário será diferente, afetiva e emocionalmente, pois mesmo abordando um esporte dito de elite, iniciará sua história justamente em uma das faces mais acessíveis e próximas do automobilismo, que é o kartismo de base.



Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email