segunda-feira, 27
 de 
setembro
 de 
2021

Com recorde de entregas, junho foi melhor mês na vacinação contra Covid-19 no Paraná

Junho foi melhor mês na vacinação contra o novo coronavírus no Paraná. Foto: Geraldo Bubniak/AEN

O Paraná concluiu o mês de junho com a maior quantidade de vacinas contra Covid-19 aplicadas desde o início da campanha. Nos trinta dias do mês, foram 1.796.658 aplicações. O número é 22,2% superior a abril, que aplicou 1.470.237 doses e detinha o recorde até então. Em janeiro, mês de início da imunização, foram 154.938 aplicações. Na sequência, foram 259.785 doses em fevereiro, 996.705 em março e 1.058.448 em maio.

Esse fluxo foi impulsionado pelas entregas de junho, que também registrou o maior número de vacinas recebidas pelo Ministério da Saúde: 2.184.220 doses. Foi o único mês que ultrapassou a marca de 2 milhões de doses.

Em janeiro, o Paraná recebeu 391.700 imunizantes; em fevereiro, 314.500; em março, 1.547.100; em abril 1.139.100; e em maio, 1.902.790 – melhor número até então. Julho já contabiliza 84.240, da leva desta quinta-feira.

Com o avanço, o Paraná já vacinou metade da população acima de 18 anos. A meta estabelecida pela Secretaria estadual de Saúde é de aplicar a primeira dose ou dose única em 80% da população-alvo até agosto, e 100% até setembro. Até esta sexta (2), o Paraná aplicou um total de 5.768.041 imunizantes. Foram 4.391.838 primeiras doses, 1.332.367 segundas doses e 43.836 doses únicas.

“O quantitativo de doses recebidas tem aumentado e isso vai nos facilitar na tarefa de vacinar a população toda. Com vacinas à disposição, temos condições de vacinar mais paranaenses e fazer com que a circulação do vírus, o número de casos e a ocupação dos leitos hospitalares possam realmente diminuir”, afirmou Beto Preto, secretário da pasta.

Os dados são do Vacinômetro do Sistema Único de Saúde (SUS), painel que atualiza em tempo real os dados fornecidos pelos municípios através da Rede Nacional de Dados em Saúde (RNDS).

Média diária – O recorde de junho é resultado de um aumento geral de aplicações diárias pelos municípios. A média é de 59.889 doses aplicadas por dia no período. Nos meses anteriores, o índice foi de 11.067 doses/dia em janeiro, 9.278 doses/dia em fevereiro, 32.152 doses/dia em março, 49.008 doses/dia em abril e 34.143 doses/dia em maio.

A maior parte dos recordes de aplicação em um único dia, no entanto, se deram em abril. Dos cinco dias com mais doses administradas, apenas um foi em junho. O pico foi registrado em 22 de abril, com 176.297 doses. O segundo lugar foi em 16 de junho, com 117.678 aplicações. Em terceiro, 19 de abril, com 113.580.

Outros quatro dias ao longo da campanha também apresentaram registros na casa das 100 mil doses: 20 de abril (111.147), 26 de abril (105.238), 15 de junho (105.091) e 23 de abril (102.075). Um deles foi em um final de semana, o que reforça a imporância da campanha De Domingo a Domingo.

Municípios – Em números absolutos, a cidade que lidera a aplicação de imunizantes no Paraná é Curitiba, com 1.031.435 doses. A Capital é seguida por Maringá (318.632), Londrina (305.774), Cascavel (175.713) e São José dos Pinhais (140.494).

Completam a lista Ponta Grossa (138.937), Foz do Iguaçu (132.533), Colombo (84.517), Paranaguá (82.986), Guarapuava (82.676), Toledo (67.771 doses), Apucarana (66.218 doses), Arapongas (65.235 doses), Umuarama (60.208 doses) e Pinhais (58.646 doses).

Fabricantes – Nestes seis meses, a vacina mais utilizada foi a Covishield, da parceria AstraZeneca/Oxford/Fiocruz, com 47,7% do total de doses utilizadas, seguida pela Coronavac, do Instituto Butantan/Sinovac, com 41,7%. Na sequência, estão a Cominarty, da Pfizer/BioNTech, com 9,8%; e a Janssen, com 1,2%.

Mais vacinas – Nesta quinta (1º), foram distribuídas mais 361.490 vacinas a todo o Estado. Foram 277.250 doses da AstraZeneca/Fiocruz/Oxford, e 84.240 da Pfizer/BioNtech. 99% dos imunizantes são destinados ao avanço das faixas etárias na população em geral.

Além disso, uma nova leva já está sendo esperada pelo Estado. Na noite desta sexta, 133.380 vacinas da Pfizer/BioNTech chegam à Capital. No sábado, são esperadas 181.530 doses da AstraZeneca/Fiocruz/Oxford, além de novas doses da Janssen, com data e quantitativo a serem confirmados.

Somando as duas remessas, o Paraná deve receber 676.400 doses de imunizantes em menos de sete dias.

Fonte: AEN

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email