quinta-feira, 24
 de 
junho
 de 
2021

Professores reafirmam o compromisso com o ensino em meio à pandemia

Ciliane fala da dedicação dos profissionais junto aos alunos. Foto: DivulgaçãoDesde o início da pandemia, em março, a área da educação foi uma das principais afetadas, com as medidas impostas de isolamento e a suspensão das aulas presenciais. Com a nova realidade, os profissionais e estudantes precisaram se adaptar ao novo modelo de ensino, por meio de aulas remotas, atividades impressas e o contato pela web.

O cenário atípico demandou muita dedicação e criatividade, principalmente por parte dos professores, que precisaram se reinventar e buscar alternativas para que o processo de ensino não fosse afetado. Ontem, a comunidade escolar celebrou o Dia do Professor, lembrando os desafios da profissão e o trabalho realizado em prol da educação neste novo cenário.

Lecionando em Piên, a professora Ciliane Rocha relata que sempre teve o interesse por atuar em sala de aula, levando o aprendizado às crianças. “Minha experiência como professora é pequena, dei aula por dois anos como professora temporária e sou concursada há pouco mais de dois anos. Porém, sempre tive interesse em ser professora e minha vontade foi se intensificando e a disciplina que me realizava era de arte; sempre fui criativa e tenho habilidades com as mãos, tendo diferencial na hora de lecionar a disciplina. Hoje, trabalho com uma turma de educação infantil no CMEI Vida Nova, onde me realizo ajudando os alunos a desenvolverem suas atividades, com afinco e muito amor”, conta.

Ciliane comenta que, além dos desafios impostos com a chegada do coronavírus no processo de ensino, esse também é um momento de aprendizados. “São muitos desafios, pois há pais de alunos que não nos dão retorno, precisando nos deslocar até as residências para que a criança volte a participar e realizar as atividades propostas. Quando posto atividades, há também alunos que retornam quase que de imediato, interagindo, e pais comprometidos, que auxiliam em todas as atividades, que são bem diversificadas”, pontua a docente. “Penso que a pandemia nos ensinou muito. Nos ensinou a valorizar cada mensagem visualizada, pois tem aluno participando; que tem pais analfabetos funcionais que, de seu jeito simples, ensinam seu filho como se fosse professor; também nos ensina que devemos reorganizar nossa bagagem de aprendizado. Tenho certeza que essa pandemia vai passar logo e que breve retornaremos às salas, aos nossos alunos. Também tenho certeza que nada será como antes, pois amadurecemos e nos tornamos mais apaixonados pela nossa profissão. A profissão de darmos amor, carinho, educação, ensinando as crianças e cobrando aprendizado”, finaliza.

Cidnéia atua há 25 anos como professora e relata os novos desafios encontrados pela profissão no cenário da pandemia. Foto: Divulgação

Atuando há 25 anos como professora, a coordenadora pedagógica na Escola Municipal Duque de Caxias, de Rio Negro, Cidnéia Maria Ritzmann de Lima, relata que diante da turbulência em função da pandemia, os docentes precisaram viver o distanciamento social, sendo inicialmente percebido como algo muito contraditório ao meio escolar, que sempre propagou e incentivou a cultura da boa relação, do abraço, da boa convivência com o próximo. “O momento era de muitas incertezas, inseguranças, de repensarmos ações, de ressignificar muitas coisas. Professores precisando se reinventar, pais ou responsáveis necessitando, mais do que nunca, firmar parceria com a escola, sendo os filhos, os alunos, a razão de buscar por melhores estratégias. Fazer o melhor é a intenção, ainda que se perceba que “o melhor de agora”, pode não ser ‘o melhor de antes’, relata.

Para Cidnéia, os profissionais têm demonstrado toda sua dedicação para executar a missão de ensinar. “O novo cenário pede por muito planejamento que norteie a atividade escolar, tendo visto que segue-se a normativa da Secretaria de Educação de Rio Negro, que não mede esforço em assumir, junto de sua equipe, a proposta com as aulas remotas. Todos assumem papel importantíssimo para que o trabalho aconteça, valorizando o vínculo, a comunicação entre escola, responsáveis, alunos. Uma preocupação da Escola Duque de Caxias é contribuir com a redução dos impactos negativos deste período de crise. Para tanto, desenvolve um projeto paralelo sobre saúde emocional, buscando colaborar com os responsáveis na conduta diária, de forma que cada criança busque se autoconhecer e aprenda a lidar com seus sentimentos”, detalha a professora, enaltecendo o Dia dos Professores. “Dia dos Professores é todo dia, mas é lindo ser especialmente lembrada nesta data de 15 de outubro, data especial destinada aos que dedicam a vida a esta nobre profissão, que precisou em 2020 se reinventar”, finaliza.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email