segunda-feira, 8
 de 
agosto
 de 
2022

Professores da rede estadual protestaram ontem em Curitiba

Protesto Professores/Foto:DivulgaçãoCerca de 7 mil pessoas, de diversos municípios, participaram ontem de um protesto dos professores da rede estadual de ensino em Curitiba. A adesão à paralisação organizada pela APP-Sindicato no Paraná supera, de acordo com a direção da entidade, 90% das escolas da rede. Além de parar as escolas, os educadores saíram às ruas e nem o dia chuvoso impediu a manifestação. A marcha foi em defesa da educação pública e da carreira dos educadores.

À tarde houve uma reunião entre sindicato e governo. Na oportunidade, a entidade reafirmou a pauta central da mobilização nacional chamada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) – Lei do Piso e 10% do PIB para a Educação – e mais o reajuste de 14,13% para funcionários de escolas, além de melhorias no sistema de atendimento à saúde dos educadores.

O secretário de Educação do Paraná e vice-governador Flávio Arns se comprometeu a apresentar, até o dia 27, propostas às reivindicações apresentadas pelos professores na paralisação. Estima-se que 1,3 milhão de alunos da rede estadual ficaram sem aulas ontem no estado. Na região suleste paranaense, alguns colégios mantiveram aulas, mesmo assim os professores estiveram livres para ir ao manifesto e muitos participaram. A suspensão das atividades no Paraná ocorreu somente ontem; em outros estados a paralisação começou quarta-feira e termina hoje.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email