domingo, 7
 de 
agosto
 de 
2022

Produtores rurais devem fazer a atualização do rebanho

População bovina é uma das que precisam ser atualizadas. Foto: Gilson Abreu/AEN
Campanha segue até o dia 30 de junho. Procedimento, que é obrigatório, deve ser feito junto à Adapar

Produtores rurais com animais de produção de qualquer espécie sob sua guarda têm até o dia 30 de junho para fazer a atualização do rebanho junto à Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar). A Campanha de Atualização dos Rebanhos do Paraná de 2022 começou no dia 1º de maio e é considerada obrigatória.

Proprietários que não cumprirem a exigência ficarão impedidos de obter a Guia de Trânsito Animal (GTA), que permite a movimentação de animais entre propriedades e para abate nos frigoríficos. A GTA somente será emitida após a atualização de todas as espécies animais existentes na propriedade, abrangendo bovinos, búfalos, equinos, asininos, muares, suínos, ovinos, caprinos, aves, peixes e outros animais aquáticos, colmeias de abelhas e bicho da seda.

Em Piên, por exemplo, o objetivo da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente é atingir 100% do rebanho pienense e para isso irá auxiliar os criadores para realizar a atualização, conforme detalhou o secretário Carlos Magon. “Estamos oferecendo a estrutura da secretaria para ajudar os criadores neste trabalho”, falou.

Os produtores podem fazer a atualização pelo site da Adapar e também presencialmente em uma das unidades locais da Adapar, sindicatos rurais ou escritório de atendimento no município. O produtor que não atualizar o rebanho estará sujeito a penalidades previstas na legislação, inclusive multas. Para fazer a comprovação, é preciso ter o CPF cadastrado. Nos casos em que seja necessário ajustar o cadastro inicial, o telefone é (41) 3200-5007.

Rebanho – Segundo dados da Gerência de Saúde Animal, existem 158 mil propriedades no Paraná e 192 mil explorações pecuárias, sendo que as principais espécies somam, aproximadamente, 8,6 milhões de bovinos, 6,3 milhões de suínos, 20 mil aviários, 240 mil equídeos, além de outros animais. Números obtidos junto à Adapar, com referência da campanha de 2021, apontam que, naquele período na região, a população bovina era de 57.824 animais; a bubalina de 211; a ovina de 16.167; a caprina de 883; a suína de 19.447; a equina de 9.268; a asinina (burros, mula) de 36; e a muar (jumento) de 90.

Área livre – Em maio do ano passado, o Paraná foi reconhecido pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) como Área Livre de Febre Aftosa Sem Vacinação. Como compromisso do Estado, há a necessidade de se realizar o cadastro dos animais uma vez por ano, durante os meses de maio e junho.

Rebanho. Arte: O Regional



Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email