quinta-feira, 29
 de 
julho
 de 
2021

Primeira morte de macaco por febre amarela é confirmada em Piên

Vigilância coletou os animais encontrados mortos. Foto: Divulgação//Secretaria de Saúde de PiênA confirmação da morte de um macaco contaminado pelo vírus da febre amarela no município de Piên acendeu o alerta à população para a importância da vacinação contra a doença. O animal infectado foi encontrado morto recentemente em uma área de mata na localidade de Trigolândia.

O novo boletim epidemiológico publicado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) aponta, além de Piên, para uma epizootia em Araucária, totalizando 48 confirmações em todo o Paraná. Atualmente, o Estado não tem casos registrados de febre amarela em humanos.

De acordo com o técnico em Meio Ambiente da Secretaria de Saúde de Piên, Gilmar Fabiano Nogueira, as equipes da Vigilância em Saúde têm atuado no mapeamento da presença do vírus no município. “O trabalho da vigilância é identificar esses bugios e comprovar a circulação viral da febre amarela na mata. A partir da comprovação do vírus, poderemos ampliar a população alvo para a vacina. Continuamos com a busca ativa de animais mortos porque é importante no mapeamento para saber para onde o vírus está se deslocando e quais são as localidades onde está tendo o maior número de mortes”, explica.

O secretário municipal de Saúde, Jair Batista, reforça que a vacinação é a forma mais eficaz de prevenir contra o vírus da febre amarela. “Estamos trabalhando de forma constante para levar a conscientização aos moradores sobre a importância da vacina. Por isso, aqueles que ainda não foram vacinados, devem buscar o quanto antes as unidades de saúde. Este é o único meio de prevenção à doença”, alerta.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email