segunda-feira, 8
 de 
agosto
 de 
2022

Prefeita de Agudos responde as acusações sobre compra de votos

Prefeita se defendeu das acusações contra sua chapa. Foto: Arquivo/O RegionalA prefeita de Agudos do Sul, Luciane Teixeira, e seu vice, Mano Camargo, estiveram em uma audiência realizada na última terça-feira no cartório eleitoral de Fazenda Rio Grande. A coligação formada por eles está sendo acusada da prática de compra de votos no pleito eleitoral ocorrido em outubro de 2016 por meio de vale-combustível.

Na audiência, segundo o cartório, foram ouvidas testemunhas de ambas as partes. Ainda conforme informações do fórum eleitoral, foi determinado o envio de um ofício para a Receita Federal com o objetivo de colher informações sobre o volume de venda dos três postos de combustíveis de Agudos nos dias 1 e 2 de outubro do ano passado, que foi o final de semana de realização das eleições municipais. Acredita-se que na metade do ano haja uma definição sobre o caso.

Uma das testemunhas chamadas foi o presidente da câmara, Jessé Zoellner. No dia seguinte à audiência, ele procurou esclarecer que foi chamado como testemunha do Ministério Público Eleitoral, como consta na intimação, e não por outra coligação. Ele ainda citou que na quinta-feira estaria novamente como testemunha do Ministério Público em audiência de processo que envolve o ex-vereador José Amilton Bizzotto. “Fui lá para contribuir com a Justiça e não para querer aplicar um golpe contra a prefeita, como algumas pessoas vêm falando na cidade”, explicou Jessé.

A prefeita Luciane Teixeira diz que as acusações contra sua coligação são infundadas e que ela e o vice negam veementemente a prática de tais irregularidades. “Fizemos uma eleição limpa, pedindo votos de casa em casa, e tivemos o reconhecimento do povo, por isso vencemos a eleição e estamos fazendo uma boa administração”, enfatiza.

Luciane acrescenta que infelizmente há pessoas que se aproveitam de algumas situações para querer tirar vantagem. “A população conhece nosso caráter. Fomos eleitos pelo povo e por isso vamos continuar bem administrando o município. E assim pedimos que o grupo político adversário respeite a democracia e a vontade do povo”, cita a prefeita. Ela completa que qualquer questão ligada ao processo está sendo tratada por seu advogado e que tudo será esclarecido.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email