segunda-feira, 8
 de 
agosto
 de 
2022

Postos de combustíveis apresentam novos preços do diesel e da gasolina

Aumento de combustível altera mercado do frete e transportes/Foto:O RegionalDurante uma reunião do conselho da Petrobras na última semana, ficou decidido o aumento do preço da gasolina e do diesel, situação que não ocorria há pelo menos um ano. O acréscimo nas refinarias ficou em 5% para o diesel e em 3% para a gasolina. Segundo a empresa, o reajuste não foi maior porque sobre os combustíveis não está incidindo os tributos federais, como o PIS/Cofins, e nem o tributo estadual do ICMS. A justificativa da empresa é que os preços estavam defasados e se continuassem nesse patamar, o nível de endividamento da empresa, que já é o mais alto da história, poderia aumentar ainda mais.
O reajuste médio em todo o país para o consumidor final ficou um pouco abaixo da percentagem das refinarias, sendo 4% para o diesel e 2,5% para a gasolina. Em todas as cidades da região, a maioria dos postos já passou essa correção do preço para a bomba. Com isso, alguns setores já começam a sentir o impacto disso.
Por mais que a percentagem pareça irrisória, para quem trabalha com o setor de transportes, esse pequeno aumento resulta em grandes transtornos. “Nós já entramos em contato com as empresas que atendemos para negociarmos o repasse desse valor, o que é uma tarefa muito complicada e encontra bastante resistência”, conta o gerente da Cooperleste em Piên, Wilson Fragoso. Ele afirma que por não ser um aumento tão grande, algumas empresas nem consideram ou atrasam a negociação, e aliando isso à inflação crescente, a situação fica difícil.
Mas não só esse setor é atingido. O Brasil é dependente do transporte rodoviário. Estima-se que 65% do total de cargas circulem pelas estradas do país. Com o aumento dos combustíveis e o consequente aumento no preço do frete, muitos produtos, inclusive os da cesta básica, podem ficar mais caros. No mesmo sentido da gasolina e do diesel, as refinarias de cana-de-açúcar de São Paulo reajustaram o preço do etanol em 5%, mas não há previsão de que esse aumento seja sentido pelo consumidor, já que essa decisão depende dos postos. Realizando os cálculos de consumo, na região da Amsulep, apenas em Rio Negro não é vantagem abastecer com etanol.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email