domingo, 22
 de 
maio
 de 
2022

Politicando 18/08/2017

Reforma política I

Depois de ampla repercussão negativa, as propostas do Distritão e do novo fundo partidário não foram votadas nesta semana pela Câmara dos Deputados. As duas alterações previstas para a eleição do próximo ano haviam sido aprovadas na comissão do legislativo que trata do tema. O Distritão acaba com o fim das coligações e o chamado coeficiente eleitoral e o novo fundo partidário prevê uma receita de R$ 3,6 bilhões para custear a campanha de 2018.

Reforma política II

São muitas as manifestações contra as duas proposta, mas é possível que a votação em plenário ocorra na próxima semana. Sobre o fundo partidário os deputados já falam em rever o valor e alterar de R$ 3,6 para 2 bilhões. Sobre o Distritão, há uma grande divisão de opinião entre os próprios parlamentares. Para valer em 2018, as alterações precisam ser aprovadas na câmara e no Senado até setembro próximo.

Ex-senador Osmar Dias, juntamente com os vereadores de Mandirituba, Felipe Machado e Fernando Teixeira. Foto: Reprodução/FacebookParaná I

O ex-senador Osmar Dias (PDT) colocou de vez a campanha na rua e tem cumprido intensa agenda em diversos municípios do Paraná. Hoje, por exemplo, ele participa da Agroleite, a feira do leite que acontece na cidade de Castro. Ontem, Osmar Dias gravou e distribuiu um vídeo onde fala sobre o pedágio no Paraná. Ele, inclusive, defende uma nova licitação. Na sexta-feira, Osmar Dias foi homenageado pela publicação Vozes do Paraná. Os vereadores de Mandirituba, Felipe Machado (PDT) e Fernando Teixeira (PCdoB), estiveram presentes.

Paraná II

O novo partido do senador Alvaro Dias, o Podemos, tem novo presidente estadual no Paraná. Trata-se do empresário Joel Malucelli, dono de um dos principais conglomerados do país. Quem também se filiou ao Podemos foi o ex-prefeito de Londrina, Alexandre Kireffer. Enquanto isso, Alvaro Dias amplia sua agenda por vários estados do país, o objetivo é dar corpo na pré-candidatura à presidência.

Paraná II

O governador Beto Richa (PSDB) foi considerado inocente pela Justiça em relação ao processo que investigava a ação policial no confronto com professores no dia 29 de abril de 2015, durante manifestação organizada em frente a Assembléia Legislativa do Estado. Na oportunidade, dezenas de pessoas ficaram feridas ao tentar entrar na casa legislativa. No despacho, a juíza Patricia de Almeida Gomes Bergonse considerou que não houve crimes contra a administração pública na operação da Polícia Militar.

Agudos do Sul I

Membros do Conselho Tutelar de Agudos do Sul participaram na sessão da última segunda-feira da câmara de vereadores para rebater comentários do vereador Zezo Pires (PSD) de que conselheiros teriam usado carro do órgão para ir a um shopping e estiveram ausentes na Festa do Produtor Rural onde ocorrera brigas próximas das crianças A presidente do Conselho Tutelar, Eva Tumiski, disse que não é função do conselho separar briga, repudiou as acusações e desafiou o vereador a apresentar provas. Ela também lamentou a ausência de Zezo Pires na reunião.

Agudos do Sul II

O presidente da câmara de Agudos do Sul, Jessé Zoellner (PP), informou nesta semana que em breve será liberado pelo governo estadual recurso na ordem de R$ 100 mil para aquisição de dois veículos, sendo um para o setor de Ação Social e outro para o setor de Agricultura. A liberação da verba é da cota de emendas do deputado estadual Luiza Carlos Martins (PSD).

Campo do Tenente

Após um longo período de debate e reuniões, a câmara de vereadores de Campo do Tenente votou e aprovou por 5 votos a 3 o projeto que trata da regulamentação do serviço de táxi no município. A regulamentação do serviço foi uma sugestão do Ministério Público Estadual, através da promotoria da Comarca. Os vereadores Piquinês (PSDB), Fuscão Quege (PPS) e Gustavo Vizentin (PSB) votaram contra o projeto. Votaram a favor do projeto os vereadores Amilton Feltrin (PDT), Celso Wenski (PMDB), Roberto Maurer (PDT), Valdireno Pereira (PV) e Reginaldo Kuhl (PSB).

Táxis

É bem possível que ao olhar para questão do serviço de táxi em Campo do Tenente, a promotoria também faça o mesmo com outras cidades da Comarca onde não há nenhuma regulamentação e as placas são cedidas conforme relação do prefeito com o interessado

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email