segunda-feira, 22
 de 
julho
 de 
2024

Politicando 16/05/2024

Politicando
Politicando

Rio Negro I

A prefeitura de Rio Negro, por meio da Controladoria Interna do Município (CIM), está participando de um projeto-piloto do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR). As iniciativas visam contribuir com a avaliação de políticas públicas executadas pelo órgão de controle externo através do Programa de Avaliação de Contas Municipais de Governo (ProGov).

Rio Negro II

O município foi selecionado para a realização deste projeto que tem como finalidade testar os formulários de análise de consistência dos dados da atuação governamental que compõe a prestação de contas. O projeto foi apresentado aos servidores da Controladoria e ao prefeito James Karson Valério durante uma visita do auditor Eduardo Schnorr e sua equipe.

Planos de Mobilidade I

O Pleno do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PR) recomendou a 74 municípios paranaenses que elaborem, até 12 de abril de 2025, Planos Municipais de Mobilidade Urbana alinhados aos objetivos, princípios e diretrizes da Política Nacional de Mobilidade Urbana. Da região, estão na lista as cidades de Campo do Tenente, Contenda, Piên, Rio Negro e Tijucas do Sul.

Planos de Mobilidade II

Os conselheiros recomendaram ainda a outras três prefeituras (Jandaia do Sul, Lapa e Santo Antônio da Platina) que já finalizaram seus planos que os submetam, até a mesma data, à aprovação do poder legislativo municipal, realizando as atualizações previamente necessárias.

Lapa I

A cidade da Lapa criou regras próprias para inibir a prática de furtos contra o patrimônio público e privado. A medida estabelece procedimentos de fiscalização de estabelecimentos comerciais que, de qualquer forma, adquirir, distribuir, ter em depósito, transportar, vender ou expor à venda materiais metálicos de origem ilícita ou não comprovada. A proposta, apresentada pelos vereadores Gustavo Daou e Fenelon Bueno Moreira, foi sancionada pelo prefeito Diego Ribas, contando com apoio do Conselho Comunitário de Segurança da Lapa (CONSEG).

Lapa II

A lei já está em vigor e caso estabelecimentos não comprovem a procedência de produtos como placas confeccionadas com ferro, aço galvanizado, alumínio (exceto latinhas), adereços, esculturas e portas de túmulos, tampas de bueiros, baterias estacionárias de rede de telefonia, hastes em cobre, hidrômetros, grades de ferro, fios e cabos utilizados pela rede elétrica ou telefonia, serão penalizados com perda da mercadoria, multa e em alguns casos a interdição imediata do comércio.

Campo do Tenente

O vice-prefeito de Campo do Tenente, Baby Negrelli, não esconde o desejo de disputar mais uma eleição majoritária para a prefeitura do município. Neste sentido, ele articula a formação de chapa com o ex-prefeito Celso Wenski e o empresário Augustinho Karpinski. Nessa composição estariam os partidos PSD, PSDB e Republicanos.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email