domingo, 21
 de 
julho
 de 
2024

Politicando 13/05/2016

Governo
Por duas eleições estaduais consecutivas, Rodrigo Rocha Loures (PMDB) tentou se eleger deputado federal. Fez campanha na região, não obteve uma quantidade de votos que imaginava e se distanciou. Apareceu em Brasília no gabinete da vice-presidência e foi se firmando como assessor de Michel Temer (PMDB). O tempo passou, Rodrigo estreitou relação com Temer e agora encontra-se numa posição expressivamente confortável e pode se tornar o principal paranaense na presidência da república.
Impeachment
A votação do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) no senado contou com a participação dos três senadores do Paraná. Álvaro Dias (PSDB) votou pelo afastamento da presidente. Já Roberto Requião (PMDB) e Gleisi Hoffmann (PT) votaram contra o processo de impeachment.
Quitandinha I
Os vereadores de Quitandinha votaram ontem, em segunda ordem, o projeto de lei que estabelece o número de vagas na câmara municipal. Eles optaram por manter o número de legisladores. Havia forte mobilização na cidade para sensibilizar os vereadores no sentido de que não aumentassem o número de cadeiras no legislativo. Atualmente, um vereador ganha em torno de R$ 4.500,00 mensais em Quitandinha.
Quitandinha II
Câmara Municipal de Quitandinha. Foto: Arquivo/O RegionalA definição das coligações partidárias e registro de candidaturas poderão acontecer até 5 de agosto, mas já é grande a expectativa em torno de algumas candidaturas. Em Quitandinha, por exemplo, especula-se sobre o candidato a vice-prefeito na chapa que será encabeçada pela ex-vereadora Maria Julia (PSDB). Para muitos, essa definição terá importante reflexo na campanha do grupo da oposição.
Quitandinha III
O deputado estadual Antonio Anibelli Neto (PMDB) esteve em Quitandinha nesta semana. Ele vem mantendo agenda em municípios da região na tentativa de garantir candidatura própria do PMDB no maior número de cidades possíveis. Em Quitandinha, Anibelli Neto se reuniu com o prefeito Márcio Rato.
Tijucas do Sul
O PSC de Tijucas do Sul saiu na frente na definição de apoio para o pleito de outubro próximo. O presidente da sigla, Amarildo Carvalho, informou nesta semana que a sigla vai apoiar a pré-candidatura a prefeito do secretário de administração Hélio de Oliveira (PP). O PSC é o partido que mais cresceu no município no último ano, chegando a 220 filiados. Além disso, a sigla já informou que tem 26 pré-candidatos a vereador.
Campo do Tenente I
O ex-prefeito de Campo do Tenente, Reinaldo Pereira (foto) (PSC), tem mantido uma posição bastante serena em relação ao processo eleitoral no município. Primeiro, ele cuida da sua situação legal e informa que todas suas contas de gestões anteriores foram aprovadas, ficando apenas uma multa que já está sendo regularizada. No entanto, já adiantou que pode ser candidato como também pode abrir mão para outro nome do grupo.
Campo do Tenente II
Sendo um dos políticos mais tradicionais e conhecidos do município, Reinaldo Pereira também não descarta algumas composições que até pouco tempo poderiam parecer impossíveis. Como por exemplo, uma eventual parceria com o atual prefeito Jorge Quege (PMDB). De qualquer forma, ele lembra que o seu nome aparece em destaque nas pesquisas sobre a eleição desse ano.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email