sábado, 28
 de 
maio
 de 
2022

Politicando 01/09/2017

Com quem ir?

Os prefeitos do Paraná, principalmente das cidades pequenas, começam a viver o dilema da eleição de 2018. Dependem do governo estadual e portanto não se furtam a sair correndo quando são chamados ao palácio pelos seus deputados. Não faltam fotos. Não sabem se o candidato do governo será Cida Borghetti (PP) ou Ratinho Junior (PSD). Mas também não perdem o contato com aqueles que estão próximos ao ex-senador Osmar Dias (PDT).

Murilo Hidalgo. Foto: DivulgaçãoRenovação

Para deixar as amarras ainda mais embrulhadas, boa parte das pesquisas de opinião pública revelam que os eleitores, pelo menos 70%, pretendem votar em candidatos novos, ou seja, que estão fora da política. Sendo assim, se aparecer um nome novo com chance de chegar ao segundo turno da eleição estadual, o nó na cabeça dos governantes municipais será bem maior. Para Murilo Hidalgo, da Paraná Pesquisa, a eleição de 2018 pode trazer muitas surpresas.

Em campanha

Sem mandato e com todo tempo do mundo, Osmar Dias vem ampliando sua agenda nos municípios. Nesta semana, por exemplo, esteve em Quitandinha e Mandirituba. Visitou prefeitos, vereadores e lideranças locais. Dias veio acompanhado do ex-prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT).
Fora do governo

Quem também poderá acelerar sua presença nos municípios é Ratinho Junior. Há rumores que ele deve deixar o governo do Estado nos próximos dias. Perde a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano (Sedu) e a liberação de recursos para os municípios, mas ganhará tempo para se dedicar à campanha eleitoral. Ratinho tem a possibilidade de manter na Sedu um aliado, principalmente se continuar alinhado com o governador Beto Richa.

Ensaio

O prefeito de Guarapuava, Cesar Silvestre Filho (PPS), lançou recentemente seu nome para a disputa do governo estadual. Ele tem visitado municípios com a proposta de criar um projeto para o Paraná. Silvestre Filho está no segundo mandato de prefeito e já foi deputado estadual. A intenção parece boa, mas nos bastidores comenta-se que é mais uma estratégia do PPS para se fortalecer nas futuras conjecturas.

Tijucas do Sul

“Prefeitura na Comunidade”, novo programa da administração municipal de Tijucas do Sul foi lançado no último sábado no bairro Fagundes. O prefeito César Matucheski (PSDB), secretários municipais e servidores apresentaram informações sobre as ações da prefeitura no primeiro semestre do ano e ouviram sugestões da população. A intenção do programa é estreitar a relação e tornar a gestão ainda mais participativa. O próximo encontro será na comunidade de Lagoinha.

Quitandinha I

O grande desafio da prefeita de Quitandinha, Maria Julia (PSDB), é melhorar o serviço na área de saúde. Foi seu principal compromisso de campanha. A primeira pessoa escolhida para comandar o setor já não funcionou e a população vem se queixado do atendimento. Nem mesmo o anúncio de uma nova unidade empolgou os moradores. Na publicação feita pela própria prefeitura há só um comentário e o autor nem reside na cidade.

Quitandinha II

Ainda em se tratando de Quitandinha, por mais bem intencionada que a prefeita Maria Julia seja, há diversos questionamentos em relação a sua equipe e o funcionamento da hierarquia no seu governo. Algumas pastas estariam funcionando independente das determinações do gabinete.

Contenda

Em Contenda, a desmotivação da população com a prefeitura pode ser percebida nas audiências públicas realizadas pelo governo municipal. Dá para contar nos dedos o número de participantes. Alguns moradores comentam que não bastasse a ausência de projetos e obras estruturantes, a manutenção da cidade também está precária. Placas com nomes de ruas caíram e não foram substituídas e os parquinhos públicos estão praticamente abandonados.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email