terça-feira, 27
 de 
fevereiro
 de 
2024

Paraná recebe mais 641 mil vacinas bivalentes contra a Covid-19 para grupos prioritários

Paraná recebe mais 641 mil vacinas bivalentes contra a Covid-19 para grupos prioritários. Foto: Danilo Avanci/SESA
Paraná recebe mais 641 mil vacinas bivalentes contra a Covid-19 para grupos prioritários. Foto: Danilo Avanci/SESA
Seguindo a estratégia de vacinação do Programa Nacional de Imunização (PNI), as doses são direcionadas aos idosos acima de 60 anos, pessoas que vivem em instituições de longa permanência (ILP) e trabalhadores dessas instituições; imunocomprometidos; comunidades indígenas, ribeirinhas e quilombolas

 

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) recebeu, durante esta semana, mais 641.076 vacinas bivalentes da Pfizer contra a Covid-19. As doses de reforço são exclusivas para a Campanha Nacional de Vacinação 2023 contra a doença. Grande parte deste montante, 492.036 doses, chegou na terça-feira (7), no Aeroporto Afonso Pena, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, e já foi descentralizada para as 22 Regionais de Saúde, via terrestre.

As demais 149.040 vacinas bivalentes desembarcaram na tarde desta sexta (10) e foram encaminhadas para o Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar), em Curitiba, e deverão ser distribuídas no início da próxima semana.

Seguindo a estratégia de vacinação do Programa Nacional de Imunização (PNI), as doses estão sendo direcionadas neste momento aos idosos acima de 60 anos, pessoas que vivem em instituições de longa permanência (ILP) e trabalhadores dessas instituições; imunocomprometidos; comunidades indígenas, ribeirinhas e quilombolas.

De acordo com o PNI, 2.416.155 de pessoas fazem parte deste público-alvo no Estado. Desde o início da vacinação com as bivalentes, em 27 de fevereiro, 1.029.876 doses foram enviadas pelo Ministério da Saúde.

“Aguardamos ainda outras remessas e, de maneira escalonada, estamos vacinando esses grupos. É importante que as pessoas que não se encaixam no grupo prioritário para receber a bivalente também deem continuidade à imunização com a monovalente”, reforçou o secretário de Estado da Saúde, César Neves.

 

Fonte: Agência Estadual de Notícias

 



Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email